7 Fatos sobre pílulas anticoncepcionais

0
307
Cartela de pílula anticoncepcional

As pílulas anticoncepcionais são o método mais comum para evitar a gravidez. Elas estão no mercado há mais de meio século e sua popularidade se tornou semelhante a da aspirina. Embora onipresentes, existem muitos fatos surpreendentes sobre “pílulas” dos quais você pode não estar ciente. Listadas abaixo estão 7 fatos interessantes que você pode não saber sobre a pílula anticoncepcional.

 

Pílulas anticoncepcionais e a igreja católica

O uso original da pílula anticoncepcional destinava-se a regular o período menstrual da mulher. O inventor da pílula anticoncepcional, John Rock, acreditava que a pílula faria com que a menstruação da mulher ocorresse em intervalos mais regulares.

John Rock era um católico devoto. Seu objetivo era fazer com que o papa tolerasse o uso da pílula anticoncepcional como método de prevenção da gravidez indesejada. Seu plano não foi aceito pelo papa. No entanto, a pílula se tornou um método anticoncepcional muito popular fora da igreja. E continua sendo o método mais popular de controle de natalidade até hoje.

 

A pílula pode alterar a preferência feminina dentre os diferentes tipos de homens

O cheiro de um homem contém MCH ou genes complexos de histocompatibilidade. De acordo com estudos, as mulheres são mais atraídas por homens cujos genes MHC diferem dos seus. No entanto, acredita-se que a pílula mude a preferência sexual da mulher por homens que são geneticamente mais semelhantes a elas.

Foi relatado que mulheres que usam anticoncepcionais hormonais orais têm a preferência oposta. levantando a possibilidade de que os anticoncepcionais orais alterem a preferência feminina em relação à semelhança com MHC.

Ou seja, em termos leigos, as mulheres que não tomam pílula são atraídas por homens que são mais geneticamente diferentes a elas. No entanto, ao tomar a pílula, a preferência da mulher é se sentir atraída por homens que sejam geneticamente semelhantes a ela. Além disso, é possível que muitas mulheres que começam a tomar anticoncepcionais possam começar a se distanciar de seus parceiros ao tentarem encontrar um homem com uma química diferente.

Clique aqui e saiba: MENOPAUSA conheça agora 34 sintomas!

 

A pílula polui rios e afeta a vida selvagem

Mulheres que tomam a pílula excretam os seus hormônios sintéticos. Infelizmente, esses hormônios são difíceis de decompor nas estações de tratamento de água. De acordo com um estudo conduzido em Paris, um hormônio encontrado em pílulas anticoncepcionais foi responsável por 35 a 50 por cento do estrogênio encontrado nos rios de lá. O estudo foi publicado na revista Science of the Total Environment em 2004.

A poluição hormonal dos rios, por pílulas anticoncepcionais e outros contaminantes, está afetando a fertilidade da vida selvagem, sugerem estudos. O efeito sobre as populações humanas ainda é incerto. Entretanto, alguns estudos concluíram que as concentrações são altas o suficiente em algumas áreas para afetar potencialmente a saúde humana, de acordo com um artigo de revisão do ano de 2008 publicado na revista Fertility and Sterility.

Clique aqui e saiba: O que é terapia de reposição hormonal (TRH)?

 

A pílula diminuí a libido

Algumas mulheres que fazem uso da pílula relatam que ela tem a capacidade de diminuir a libido e tornar mais difícil a chegada a um orgasmo. Uma razão pela qual a pílula pode diminuir o desejo sexual tem a ver com a ideia de que a pílula pode reduzir o nível de testosterona de uma mulher. Esse é o hormônio que alimenta o desejo sexual tanto em homens quanto em mulheres.

Por outro lado, mesmo se você parar a pílula para melhorar a diminuição da libido, pode levar de 3 a 12 meses para se recuperar de um declínio de testosterona relacionado à pílula.

Se você notar que sua libido está despencando, converse com seu médico para ver se você pode mudar para outra marca de pílula (uma que permita que seu desejo sexual se reacenda). Entretanto, lembre-se de que você precisa dar ao seu corpo três meses para se ajustar à nova marca de pílula antes de determinar que seu desejo sexual ainda está diminuindo.

Além disso, pense se há algo mais acontecendo em sua vida que pode estar afetando sua libido (como estresse ou qualquer medicamento que esteja tomando). Acima de tudo, se as tentativas a cerca da pílula continuarem falhando, você pode decidir que a pílula não é o método contraceptivo certo para você.

Clique aqui e saiba: Quando posso fazer sexo após o parto?

 

A progesterona da pílula vinha do inhame

A progesterona foi extraída originalmente de coelhos em 1928. E na época era um processo extremamente caro. Custava entre oitenta a mil dólares por grama. E foi originalmente usada para melhorar a fertilidade dos cavalos de corrida. No entanto, em 1943, um pesquisador da Penn State descobriu que a progesterona podia ser extraída de inhame selvagem.

O inhame selvagem mexicano, fornecia grandes quantidades de precursores de progesterona, tornando possível a produção em massa a um baixo custo.

 

Pílula e acne

Você sabia que a pílula pode reduzir a acne? Alguns tipos de acne são causados ​​por flutuações nos hormônios. Sendo assim, o fluxo constante de hormônios fornecidos pela pílula anticoncepcional pode ajudar a fazer a acne desaparecer.

“Algumas pessoas têm acne hormonal, então um ciclo menstrual regular e uma dose mais estável de hormônios podem ajudar”. ela também pode fazer com que as erupções piorem antes de melhorar, então é melhor esperar até seis meses antes de julgar ou não se sua pílula anticoncepcional melhorou ou piorou sua acne .

 

A pílula pode reduzir as cólicas

Você sofre de fortes cólicas na época da menstruação? As pílulas anticoncepcionais podem ajudar a reduzir ou eliminar as cólicas menstruais. Isso acontece porque como a pílula impede a ovulação, ela também acaba eliminando a dor causada pela ovulação. Ou seja, acaba diminuindo as cólicas menstruais.

Para as mulheres que apresentam cólicas menstruais graves e os medicamentos sem receita não ajudam. as pílulas anticoncepcionais podem ser a solução. A pílula anticoncepcional pode ajudar a diminuir as cólicas menstruais. Como as pílulas anticoncepcionais combinadas evitam a ovulação, elas também eliminam a dor que uma mulher pode sentir durante a ovulação no meio do ciclo menstrual.

 

3 FONTES

https://www.ncbi.nlm.nih.gov
https://www.verywellhealth.com
https://www.ukmeds.co.uk

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here