A dieta cetogênica causa prisão de ventre?

0
963

A dieta cetogênica envolve a ingestão restrita de carboidratos. As pessoas que seguem a dieta cetogênica compensam essa redução de carboidratos, aumentando a ingestão de alimentos ricos em gordura e ingerindo quantidades moderadas de proteína.

Esses ajustes na dieta às vezes podem causar constipação leve. Continue lendo para saber mais sobre a dieta cetogênica, incluindo como ela pode causar prisão de ventre e como tratá-la.

O que é dieta cetogênica?

A dieta cetogênica é uma dieta com pouco carboidrato e alto teor de gordura. Ela envolve reduzir de forma drástica a ingestão de carboidratos e substituí-los por gordura. Essa redução de carboidratos irá colocar o seu corpo em um estado metabólico chamado cetose.

E quando isso acontece, o seu corpo se torna muito mais eficiente na queima de gordura para obter energia. Também transforma gordura em cetonas no fígado, que podem fornecer energia para o cérebro.

Quando as pessoas pensam em carboidratos, costumam imaginar alimentos à base de grãos, como pão e macarrão. Mas, embora seja verdade que a ingestão de muitos carboidratos simples, como açúcar refinado, possa afetar negativamente a saúde geral das pessoas, os carboidratos existem em alimentos saudáveis ​​e não saudáveis.

Os principais tipos de carboidratos nos alimentos incluem açúcar, amido e fibra, presentes em frutas, vegetais e grãos.

O termo carboidrato refere-se a um grupo de moléculas que as células podem decompor em um açúcar simples chamado glicose.

A glicose atua como a principal fonte de energia do corpo, porque as células podem facilmente convertê-la em adenosina trifosfato através de um processo chamado glicólise.

As pessoas que seguem a dieta cetogênica consomem quantidades muito pequenas de carboidratos, geralmente limitando a ingestão a menos de 50 gramas por dia. Essa ingestão restrita significa que o seu corpo precisará de uma fonte alternativa de energia.

No início, o corpo irá explorar suas reservas de glicogênio. O glicogênio é uma forma maior e mais complexa de glicose que o corpo metaboliza após queimar toda a glicose disponível no organismo.

Quando o corpo esgota os estoques de glicogênio, o fígado começa a converter os ácidos graxos em moléculas solúveis, chamadas corpos cetônicos. As células podem usar esses corpos cetônicos como uma fonte alternativa de energia quando a glicose não está disponível. Quando isso acontece, o corpo entra em um estado chamado cetose.

Benefícios para a saúde da dieta cetogênica

Segundo os autores de um artigo de 2018, a dieta cetogênica pode trazer benefícios à saúde além da perda de peso. Esses benefícios incluem:

  • melhora no controle de açúcar no sangue
  • redução dos níveis de triglicerídeos
  • redução dos níveis totais de colesterol

Os autores de uma revisão de pesquisa de 2018 observaram que as evidências clínicas sugerem que a dieta cetogênica pode reduzir o estresse oxidativo e também as inflamações.

Eles também encontraram evidências para apoiar o uso da dieta cetogênica no tratamento de várias condições neurodegenerativas e neuro inflamatórias, como:

  • doença de Alzheimer
  • epilepsia

Riscos da dieta cetogênica

Infelizmente, a dieta cetogênica têm suas desvantagens. Principalmente porque as pessoas acham difícil manter uma dieta com consumo extremamente baixo em carboidratos por um longo tempo. A transição para a cetose também pode causar alguns efeitos colaterais indesejáveis ​​que podem desencorajar as pessoas a aderir à dieta cetogênica.

Além de fadiga e dores de cabeça, as pessoas podem experimentar sintomas gastrointestinais desconfortáveis. De acordo com um estudo em larga escala sobre o uso da dieta cetogênica no tratamento da epilepsia infantil, quase 50% das crianças tiveram os seguintes sintomas gastrointestinais durante as primeiras semanas de início do estudo:

  • prisão de ventre
  • vômito
  • dor abdominal

A dieta cetogênica causa prisão de ventre?

As pessoas que seguem uma dieta cetogênica podem experimentar constipação leve que dura de alguns dias a algumas semanas.

De acordo com o Instituto Americano Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais, as pessoas que sofrem de prisão de ventre geralmente apresentam um ou mais dos seguintes sintomas:

  • menos de três evacuações por semana
  • fezes duras, secas ou irregulares
  • dor ou dificuldade no momento da evacuação
  • passagem parcial das fezes, chamada evacuação incompleta

Os motivos pelos quais alguém pode experimentar constipação durante uma dieta cetogênica incluem:

Transição muito rápida para a dieta

Mudanças drásticas na dieta de uma pessoa podem afetar negativamente o sistema digestivo e até causar sintomas como náusea ou prisão de ventre.

O corpo precisa de tempo para se adaptar a uma nova dieta. A transição gradual para uma dieta pobre em carboidratos por algumas semanas pode ajudar a prevenir efeitos colaterais digestivos indesejáveis.

Não comer fibra suficiente

As pessoas que seguem a dieta cetogênica geralmente consomem de 20 a 50 gramas de carboidratos por dia. Essa quantidade é muito menor que o valor diário recomendado de 300 g de carboidratos por dia.

Embora as pessoas possam se beneficiar com a limitação de ingestão de carboidratos simples e alimentos processados, a dieta cetogênica restringe todos os tipos de carboidratos, incluindo aqueles presentes em frutas, vegetais e grãos ricos em fibras.

O sistema digestivo não consegue quebrar as fibras, portanto elas permanecem no trato gastrointestinal e adicionam volume às fezes, atraindo água para o intestino. Essa quantidade adicional de água ajuda a manter as fezes macias e os movimentos intestinais regulares. Sem fibra, a constipação pode ser bem mais provável.

Tratamento para prisão de ventre na dieta cetogênica

Os efeitos colaterais que ocorrem quando as pessoas fazem a transição para uma dieta cetogênica devem ser esclarecidos quando o corpo se ajustar a dieta. No entanto, esses efeitos colaterais podem desencorajar as pessoas a continuar o processo.

Pessoas que sofrem de prisão de ventre persistente ou que acabaram de iniciar uma dieta cetogênica podem querer considerar os seguintes tratamentos para controlar seus sintomas:

  • beber muita água
  • praticar exercícios regularmente
  • fazer caminhadas leves após as refeições
  • comer alimentos ricos em fibras e com pouco carboidrato, como couve-flor, repolho e frutas.

Se a constipação de uma pessoa não melhorar após a implementação dessas dicas, ela pode tentar usar um laxante.

Suplementos de fibra também podem ajudar a aliviar a constipação. No entanto, esses produtos podem conter carboidratos, o que pode prejudicar a capacidade do organismo de manter a cetose.

As pessoas devem falar com um profissional de saúde antes de começar a tomar um novo medicamento ou suplemento.

Outros possíveis efeitos colaterais da dieta cetogênica

A transição para uma dieta cetogênica pode resultar em sintomas, como confusão mental, irritabilidade e aumento do desejo de consumir açúcar.

O equilíbrio normal de eletrólitos e outros minerais muda quando o corpo para de usar a glicose como fonte primária de energia e começa a converter gordura em corpos cetônicos.

Esse desequilíbrio pode levar a sintomas semelhantes aos da gripe, que as pessoas costumam chamar gripe low-carb. Alguns desses sintomas incluem:

  • aumento da vontade de urinar
  • desidratação
  • fadiga
  • tontura
  • suor excessivo
  • arrepios
  • náusea
  • dor muscular

Como diminuir os efeitos colaterais da dieta cetogênica

As dicas a seguir podem facilitar a transição para uma dieta cetogênica, diminuindo o risco de efeitos colaterais, como prisão de ventre e gripe low-carb.

Ao mudar para a dieta cetogênica, as pessoas podem achar útil seguir as seguintes etapas:

  • reduzir gradualmente a ingestão diária de carboidratos por algumas semanas
  • beber muita água
  • se exercitar regularmente
  • evitar carboidratos simples
  • comer alimentos ricos em fibras e com pouco carboidrato, como legumes, frutas e sementes de chia
  • evitar alimentos que possam perturbar o sistema digestivo, como alimentos processados ​​ou fast food

Resumo

Uma dieta cetogênica traz vários benefícios à saúde, mas também apresenta riscos, incluindo os da prisão de ventre.

Com uma transição cuidadosa para uma dieta cetogênica, como por exemplo, reduzir de forma gradual a ingestão de carboidratos, manter-se hidratado e incluir alimentos ricos em fibras na dieta, as pessoas podem evitar esse tipo de transtorno.

Se a prisão de ventre ou outros efeitos adversos da dieta cetogênica persistirem, a pessoa deve consultar um médico assim que possível.

2 FONTES

Dieta Cetogênica.
Sintomas e causas da constipação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here