ANEMIA – Tudo que você precisa saber

0
1420
Tudo sobre anemia

Anemia o que é?

Anemia é definida como um número baixo de glóbulos vermelhos no sangue de uma pessoa. Em um exame de sangue de rotina, a anemia é relatada como baixa hemoglobina ou hematócrito. No entanto, a hemoglobina é a principal proteína dos seus glóbulos vermelhos, é ela que transporta o oxigênio e o distribui para todo o seu corpo.

Além disso, se seus níveis de hemoglobina estiverem baixos demais, seus tecidos ou órgãos podem não receber oxigênio suficiente. Os sintomas de anemia como, fadiga ou dor, acontecem porque seus órgãos não estão recebendo o que precisam para funcionarem da maneira correta.

A anemia é a condição sanguínea mais comum em muitos países do mundo. No entanto, cabe lembrar que, mulheres, crianças pequenas e pessoas com doenças de longo prazo são mais propensas a terem esse problema de saúde.

Alguns fatos importantes a serem destacados sobre esse problema são:

  • Certas formas de anemia são transmitidas através de seus genes, e os bebês podem tê-la desde o nascimento.
  • As mulheres correm um risco maior de adquirirem anemia por deficiência de ferro (anemia ferropriva), devido à perda de sangue em seus períodos menstruais e à maior demanda de suprimento de sangue durante a gravidez .
  • Os idosos têm maior risco de terem esse problema porque sofrem mais com doença renal ou outras condições crônicas de saúde.

Existem muitos tipos de anemia, todos têm causas e tratamentos diferentes entre si. Algumas formas, mais leves que ocorrem durante a gravidez, não são uma grande preocupação. Por outro lado, alguns tipos podem ser muito graves.

 

Quais são os tipos de anemia?

Acima de tudo, deve-se ressaltar a informação que existem muitos tipos de anemia, e eles são divididos em três grupos:

  • Anemia causada por perda de sangue.
  • Problemas com anemia causada por diminuição ou falha na produção de glóbulos vermelhos.
  • Anemia causada pela destruição de glóbulos vermelhos.

Logo abaixo você vai ler tudo sobre as seguintes perguntas: Quais os tipos de anemia? O que causa anemia? Você vai entender exatamente, qual é cada tipo de anemia e o que causa cada uma delas.

 

Anemia falciforme

Anemia Falciforme

A anemia falciforme é um distúrbio que em alguns países do mundo, afeta principalmente pessoas afrodescendentes e hispânicas. Seus glóbulos vermelhos, que geralmente são redondos, ficam em forma de lua crescente por causa de um problema em seus genes. Eles quebram rapidamente, e o oxigênio não chega aos seus órgãos, causando anemia. Os glóbulos vermelhos em forma de lua crescente também podem ficar presos em pequenos vasos sanguíneos e causar dor.

 

Anemia ferropriva

A anemia por deficiência de ferro ou ferropriva como também é conhecida, acontece porque você não possui ferro mineral suficiente em seu corpo, ou seja, falta de ferro no sangue. Sua medula óssea precisa de ferro para produzir hemoglobina, a parte do glóbulo vermelho que leva oxigênio aos seus órgãos. A anemia ferropriva (por deficiência de ferro), ou falta de ferro no sangue, pode ser causada por:

  • Uma dieta sem ferro suficiente, especialmente em bebês, crianças, adolescentes, veganos e vegetarianos.
  • Certos medicamentos, alimentos e bebidas com cafeína.
  • Condições digestivas, como a doença de Crohn, ou se você removeu parte do estômago ou intestino delgado.
  • Doação de sangue frequente.
  • Treinamento de resistência.
  • Gravidez e amamentação.
  • Período menstrual.
  • Sangramento lento crônico, geralmente causado por uma fonte gastrointestinal.

 

Anemia hemolítica

Anemia hemolítica

A anemia hemolítica é causada pela destruição de glóbulos vermelhos, isso acontece quando os glóbulos vermelhos são frágeis e não conseguem lidar com o estresse de viajar pelo corpo. Nesses casos eles podem explodir, causando o que é chamado de anemia hemolítica. Entretanto, você pode ter essa condição ao nascer, ou pode adquirir mais tarde. Às vezes, as causas da anemia hemolítica podem não ser claras, mas elas podem incluir:

  • Um ataque do seu sistema imunológico, causado por lúpus, por exemplo. Isso pode acontecer com qualquer pessoa, mesmo um bebê ainda no útero ou um recém nascido. Essa condição é chamada de doença hemolítica do recém nascido.
  • Condições que podem ser transmitidas através de seus genes, como anemia falciforme, talassemia e púrpura trombocitopênica trombótica(PTT).
  • Baço aumentado, isso pode, em casos raros, interceptar os glóbulos vermelhos e destruí-los muito cedo.
  • Alguma causa subjacente que está debilitando o seu corpo, como infecções, drogas, veneno de cobra ou de aranha e certos alimentos.
  • Toxinas de doença renal ou hepática avançada.
  • Enxertos vasculares, válvulas cardíacas protéticas, tumores, queimaduras graves, ficar exposto a certos produtos químicos, hipertensão grave e distúrbios de coagulação.

 

Anemia perniciosa

Anemia Perniciosa

A anemia perniciosa ocorre quando seu corpo não absorve vitamina B12 suficiente. No entanto, alguns fatores podem contribuir para a má absorção de vitamina B12 dentre eles:

  • Uso de certos medicamentos.
  • Abuso de álcool.
  • Doenças intestinais.

 

Anemia megaloblástica

Menino se recusando comer

A anemia megaloblástica ocorre quando você não ingere vitamina B12 e folato suficientes, ou ambos. Você precisa dessas duas vitaminas para produzir glóbulos vermelhos. No entanto, este tipo de anemia pode ser causada por:

  • Deficiência alimentar.
  • Comer pouca carne.
  • Não comer legumes o suficientes (os legumes são uma fonte rica de folato).
  • Dieta vegana ou vegetariana.

Cabe lembrar que, a dieta vegana ou vegetariana não causa anemia. No entanto, é necessário um acompanhamento profissional, junto a um nutricionista por exemplo, ao aderir esse tipo de dieta. Visto que será preciso balancear essa nova dieta alimentar de forma minuciosa, com o intuito de que a pessoa obtenha todos os nutrientes necessários que antes vinham da carne, e agora virão de origens vegetais.

Clique aqui e saiba: Tudo que você precisa saber sobre Folato.

 

Anemia aplástica

Anemia Aplástica

Ocorre quando você não possui células-tronco suficientes ou não possui nenhuma. Você pode ter anemia aplástica por causa de seus genes ou porque sua medula óssea foi ferida por medicamentos, radiação, quimioterapia ou infecções. Às vezes, não há uma causa clara para a anemia aplástica.

 

Anemia causada por problemas na medula óssea e nas células-tronco

Problemas na médula óssea e nas células tronco podem impedir o seu corpo de produzir glóbulos vermelhos suficientes. Da mesma forma, algumas células-tronco da medula que estão no centro dos seus ossos se transformarão em glóbulos vermelhos.

Entretanto, se não houver células-tronco suficientes, e se elas não funcionarem corretamente ou se forem substituídas por outras células, como células cancerígenas, você pode ter anemia. A anemia causada por problemas na medula óssea ou em células-tronco pode incluir:

Anemia aplástica

Como mencionamos no terceiro parágrafo acima deste, ela ocorre quando você não possui células-tronco suficientes ou não possui nenhuma célula tronco. As causas como mencionamos acima podem ser quimioterapia, infecções severas, entre outras.

Intoxicação por chumbo

O chumbo é tóxico para a medula óssea, e prejudica os glóbulos vermelhos. O envenenamento por chumbo pode acontecer quando as pessoas entram em contato com o chumbo no trabalho, por exemplo, ou se as crianças comem lascas de tinta com chumbo. Você também pode obtê-lo se sua comida entrar em contato com alguns tipos de cerâmica que não são vitrificadas corretamente.

Clique aqui e saiba: Como tirar metal pesado do organismo?

Talassemia

A talassemia é uma forma de anemia crônica que ocorre com um problema com a formação de hemoglobina (4 cadeias não são formadas corretamente). Você produz glóbulos vermelhos muito pequenos, embora você possa produzi-los o suficiente para serem assintomáticos ou graves, ela é transmitida em seus genes e geralmente afeta pessoas de descendência do Mediterrâneo, da África, do Oriente Médio e do Sudeste Asiático. Essa condição pode variar de leve a fatal; a forma mais grave é chamada de anemia de Cooley.

 

Anemia causada por perda de sangue

Você pode perder muitos glóbulos vermelhos por motivo de um sangramento. Da mesma forma, isso pode acontecer lentamente por um longo período de tempo e você pode não perceber. As causas podem incluir:

  • Condições gastrointestinais como, úlceras, hemorroidas, câncer e gastrite (inflamação do estômago).
  • Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides como, aspirina ou ibuprofeno, que podem causar úlceras e gastrite.
  • Período menstrual, especialmente se houver sangramento excessivo.
  • Traumas, ferimentos e cirurgias.

 

Anemia causada por diminuição ou produção defeituosa de glóbulos vermelhos

Nesse caso seu corpo pode não criar células sanguíneas suficientes e pode não funcionar da maneira que deveria. Isso pode acontecer porque há algo errado com seus glóbulos vermelhos ou porque você não possui minerais e vitaminas suficientes para que seus glóbulos vermelhos funcionem da maneira correta. As condições associadas a esse tipo de anemia são:

  • Problemas na medula óssea e nas células-tronco.
  • Anemia ferropriva (causada pela deficiência de ferro).
  • Deficiência de vitamina, especificamente B12 ou folato.
  • Anemia falciforme (genética e hereditária).

 

Anemia associada a outras condições crônicas

Esse tipo de anemia geralmente ocorre quando seu corpo não possui hormônios suficientes para produzir glóbulos vermelhos. As condições que causam esse tipo incluem:

  • Doença renal avançada.
  • Hipotireoidismo.
  • Velhice.
  • Doenças de longo prazo, como câncer, infecção, lúpus, diabetes e artrite reumatoide.

 

Sintomas de anemia

Sintomas de anemia

Os sintomas de anemia podem ser tão leves no começo que você acaba nem os percebendo. No entanto, se a condição da anemia piorar, os sintomas também pioram.

Todos os sintomas de anemia variam de acordo com seu tipo, a causa subjacente, a gravidade e quaisquer problemas de saúde subjacentes, como hemorragias, úlceras, problemas menstruais ou câncer. As vezes, sintomas específicos desses problemas podem ser notados antes dos sintomas de anemia clássicos.

O corpo humano também possui uma capacidade muito grande de compensar a anemia precoce. Além disso, se a sua anemia é leve ou se ela se desenvolveu por um longo período de tempo, você pode não notar nenhum tipo de sintoma.

Os sintomas de anemia mais comuns podem incluir:

  • Tontura.
  • Insônia.
  • Cansaço.
  • Fraqueza.
  • Falta de ar.
  • Dor de cabeça.
  • Mãos e pés frios.
  • Cãibras nas pernas.
  • Pele pálida ou amarelada.
  • Dificuldade de concentração.
  • Fadiga constante e perda de energia.
  • Batimento cardíaco acelerado ou incomum.
  • Dor, incluindo nos ossos, tórax, barriga e articulações.
  • Problemas de crescimento (em crianças e adolescentes).
  • Falta de ar e dor de cabeça, principalmente associadas a exercícios.
  • Batimento cardíaco excessivamente rápido, também associado a exercícios.

 

Sintomas de anemia falciforme

A anemia falciforme é genética e hereditária, predominante em negros, afrodescendentes e hispânicos, mas, também se manisfesta muito em brancos. A anemia falciforme altera os glóbulos vermelhos, que perdem sua forma original, que é arrendondada e elástica. Adquirindo um formato de foice, daí o nome falciforme.

Os sintomas de anemia falciforme mais comuns são:

  • Fadiga intensa.
  • Dores articulares.
  • Feridas nas pernas.
  • Tendência a infecções.
  • Palidez e icterícia (pele e olhos amarelados).
  • Atraso no crescimento e desenvolvimento em crianças.
  • Problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais.
  • Episódios de dor intensa, especialmente nas articulações, abdômen e membros. (Essa dor pode ser provocada pelo bloqueio do fluxo sanguíneo e pela falta de oxigenação nos tecidos).

 

Sintomas de anemia ferropriva

A anemia ferropriva é causada pela deficiência de ferro no organismo, também conhecida popularmente como falta de ferro no sangue. Pessoas com deficiência de ferro podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Vontade de comer coisas estranhas, como papel, gelo ou sujeira (uma condição chamada de síndrome ou distúrbio de Pica).
  • Curvatura ascendente das unhas, denominada coiloníquia.
  • Dor na boca com rachaduras nos cantos.

 

Sintomas de anemia hemolítica

A anemia hemolítica, é causada pela destruição crônica dos glóbulos vermelhos e pode incluir os seguintes sintomas:

  • Icterícia (pele e olhos amarelados).
  • Urina marrom ou vermelha.
  • Úlceras nas pernas.
  • Falta de crescimento na infância.
  • Sintomas de cálculos biliares.

 

Sintomas de anemia megaloblástica

Pessoas cuja anemia é causada por uma deficiência de vitamina B12 podem ter os seguintes sintomas:

  • Falta de sensibilidade em algumas áreas do corpo.
  • Dificuldade para caminhar.
  • Rigidez dos braços e pernas.
  • Demência.
  • Uma sensação de formigamento (alfinetadas ou agulhadas) nas mãos ou nos pés.

 

Sintomas de anemia causada por envenenamento crônico por chumbo

O envenenamento crônico por chumbo pode levar a anemia com estes sintomas:

  • Vômito.
  • Constipação.
  • Dor abdominal.
  • Uma linha azulada meio preta nas gengivas, chamada linha de chumbo.

 

Sintomas de anemia causada por perda excessiva de sangue

Os sintomas de anemia causada ​​pela perda súbita de glóbulos vermelhos através de hemorragias, acidentes e outros, podem incluir:

  • Convulsões.
  • Dor abdominal.
  • Urina marrom ou vermelha.
  • Pequenas contusões sob a pele.
  • Sintomas de insuficiência renal.
  • Icterícia (pele e olhos amarelados).

 

Quando a anemia é perigosa?

Não existem muitos rodeios na hora de responder a pergunta a cerca de, quando a anemia é perigosa. Qualquer tipo de anemia, se não tratada corretamente e com a devida atenção, pode se tornar muito perigosa, principalmente para pessoas com problemas de saúde associados.

No entanto, converse com um médico se você tiver fatores de risco para anemia ou notar quaisquer sinais ou sintomas de anemia, incluindo:

  • Fadiga persistente, falta de ar, ritmo cardíaco acelerado, pele pálida ou qualquer outro sintoma de anemia; procure atendimento de emergência por qualquer problema respiratório ou alteração no batimento cardíaco.
  • Dieta pobre ou ingestão inadequada de vitaminas e minerais.
  • Baixa ingestão de alimentos ricos em ferro.
  • Períodos menstruais muito longos ou fluxo menstrual excessivo.
  • Sintomas de úlcera, gastrite, hemorroidas, fezes com sangue.
  • Preocupação com a exposição ambiental ao chumbo.
  • Uma anemia hereditária ocorre em sua família e você deseja aconselhamento genético antes de ter um filho.

Para as mulheres que estão pensando em engravidar, seu médico provavelmente recomendará que você comece a tomar suplementos, especialmente folato, mesmo antes da concepção. Esses suplementos beneficiam a mãe e o bebê ao longo de toda a gestação.

 

Diagnostico

Um hemograma completo medirá seus glóbulos vermelhos, hemoglobina e outras partes do seu sangue. O seu médico perguntará sobre seu histórico familiar e sua história médica após o hemograma completo.

Você também poderá ajudar, fornecendo respostas detalhadas sobre seus sintomas, dieta, medicamentos que toma, ingestão de álcool e origem étnica. O seu médico também procurará sintomas de anemia e outras pistas físicas que possam apontar para uma causa.

Existem basicamente três causas diferentes de anemia: perda de sangue, produção diminuída ou defeituosa de glóbulos vermelhos ou destruição de glóbulos vermelhos. Os exames de sangue não apenas confirmarão o diagnóstico de anemia, mas também ajudarão a apontar para a condição subjacente. Os testes podem incluir:

  • Hemograma completo, que determina o número, tamanho, volume e conteúdo de hemoglobina dos glóbulos vermelhos.
  • Nível de ferro no sangue e seu nível sérico de ferritina, os melhores indicadores do total de reservas de ferro do seu corpo.
  • Níveis de vitamina B12 e folato, vitaminas necessárias para a produção de glóbulos vermelhos.
  • Análises especiais do sangue para detectar causas raras de anemia, como um ataque imunológico aos glóbulos vermelhos, fragilidade dos glóbulos vermelhos e defeitos de enzimas, hemoglobina e coagulação.
  • Contagem de reticulócitos, bilirrubina e outros exames de sangue e urina para determinar a rapidez com que suas células sanguíneas estão sendo produzidas ou se você tem uma anemia hemolítica, onde seus glóbulos vermelhos têm uma vida útil reduzida.

Somente em casos raros, o médico precisará remover uma amostra de medula óssea para determinar a causa de sua anemia.

 

Como tratar?

O seu médico não pode tratar sua anemia até que a causa subjacente seja estabelecida. O tratamento para um tipo de anemia pode ser inapropriado e perigoso para outro tipo. Abaixo estão listados os tratamentos usados para alguns tipos de anemia.

 

Como tratar anemia ferropriva

Quando a pessoa tem anemia ferropriva ou anemia por falta do mineral ferro, também conhecida popularmente como falta de ferro no sangue. O corpo é incapaz de produzir glóbulos vermelhos normais. Em mulheres jovens, a anemia por deficiência de ferro pode resultar de sangramento menstrual intenso.

Para tratar anemia ferropriva (por deficiência de ferro), seu médico provavelmente recomendará suplementos de ferro que contenham a forma ferrosa de ferro, que seu corpo pode absorver facilmente. Os suplementos de ferro com liberação programada não são uma boa opção para a maioria das pessoas, porque o ferro é absorvido principalmente na parte superior do trato digestivo.

Se você usar suplementos de ferro, lembre-se dos seguintes cuidados:

  • Sempre consulte seu médico antes de tomar suplementos de ferro. A ingestão excessiva de ferro pode ser prejudicial. Os sintomas de sobrecarga de ferro incluem fadiga, vômito, diarreia, dor de cabeça, irritabilidade, doenças cardíacas e problemas nas articulações.
  • Os suplementos de ferro, como todos os suplementos e qualquer medicamento, devem ser mantidos fora do alcance das crianças e animais. Além disso, a intoxicação por ferro é uma das causas mais comuns de intoxicação acidental em crianças pequenas. Ela pode ser fatal em questão de horas. Os sintomas de envenenamento em uma criança incluem tontura, confusão mental, náusea, vômito e diarreia.
  • Cuidado com os efeitos colaterais. Pode ser necessário continuar tomando suplementos de ferro por até um ano. Tomar suplementos de ferro com alimentos pode ajudar a prevenir efeitos colaterais comuns, que podem incluir náusea, diarreia, constipação e dor de estômago.
  • Preste atenção nas interações medicamentosas. Informe o seu médico se estiver sendo tratado para outra condição de saúde. Por exemplo, os suplementos de cálcio interferem na absorção de ferro, por isso é melhor tomá-los em diferentes momentos do dia.
  • O corpo absorve ferro melhor quando tomado em um meio levemente ácido, então o seu médico pode sugerir tomar ferro com meio copo de suco de laranja ou com vitamina C.

O seu médico também pode recomendar que você aumente a quantidade de ferro em sua dieta. Alimentos ricos em ferro incluem, carne vermelha, feijão, gema de ovo, produtos integrais, nozes e frutos do mar.

Caso você tenha falta de ferro no sangue e queira saber tudo sobre alimentos ricos em ferro clique e acesse o texto: ALIMENTOS RICOS EM FERRO: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER.

 

Como tratar anemia hemolítica

O tratamento da anemia hemolítica será adaptado à causa subjacente. Casos leves de anemia hemolítica podem não exigir nenhum tipo de tratamento. Se um agente ambiental agressor puder ser identificado, um produto químico, por exemplo, a exposição a esse agente deve parar imediatamente.

Algumas pessoas com anemia hemolítica podem precisar de cirurgia para substituir válvulas cardíacas defeituosas, remover um tumor ou reparar vasos sanguíneos anormais. Por outro lado, tratamentos de suporte, com fluidos intravenosos e analgésicos, geralmente serão administrados.

Uma transfusão de sangue pode ser necessária em alguns casos, os esteroides também podem interromper o ataque imunológico do corpo em seus próprios glóbulos vermelhos. Certos fatores prejudiciais podem ser removidos do sangue por um tratamento chamado plasmaférese.

Mas, se a anemia hemolítica persistir apesar do tratamento, seu médico pode recomendar a esplenectomia (remoção cirúrgica do baço), como último recurso. A maioria das pessoas pode levar uma vida normal sem o baço. A anemia hemolítica de longa data pode fazer com que os cálculos biliares se desenvolvam a partir dos subprodutos da destruição dos glóbulos vermelhos.

A cirurgia da vesícula biliar pode ser necessária para cálculos biliares sintomáticos. Por outro lado, a anemia hemolítica que ocorre mais comumente em crianças está associado a danos nos rins, e a diálise pode ser necessária. Entretanto, em casos extremamente raros, o transplante de medula óssea pode ser a única solução para certos tipos de anemia hemolítica.

 

Como tratar anemia perniciosa ou megaloblástica

O tratamento para anemia perniciosa ou megaloblástica, depende da causa da deficiência. Se as reservas do seu corpo estiverem esgotadas de vitamina B12, o seu médico provavelmente prescreverá injeções de vitamina B12. A vitamina B12 também pode ser administrada por via oral, mas são necessárias doses muito altas.

A vitamina B12 também pode ser administrada sob a língua ou em um spray nasal, mas essas preparações são caras e não foram estudadas adequadamente para serem recomendadas. Há uma boa chance de que muitos dos sintomas de deficiência melhorem assim que o corpo receber a vitamina B12 necessária.

Algumas pessoas com deficiência de vitamina B12 têm uma incapacidade permanente de absorver a vitamina B12 e precisarão de injeções a cada um a três meses ou pílulas diariamente pelo resto de suas vidas. Por exemplo, algumas formas de cirurgia de bypass gástrico estão associadas a deficiências de ferro, vitamina B12, folato e outros nutrientes que normalmente são absorvidos na parte do estômago que é retirada.

O seu médico também pode recomendar que você aumente a quantidade de vitamina B12 e folato em sua dieta. Boas fontes alimentares de vitamina B12 são carne, fígado e rim; peixe, ostras, leite, queijo e ovos.

Da mesma forma, se você tiver uma deficiência de folato, seu médico prescreverá suplementos de ácido fólico (o ácido fólico é uma forma de folato usada em suplementos alimentares e alimentos fortificados). Ele pode recomendar que você aumente a quantidade de folato em sua dieta.

Acima de tudo, boas fontes alimentares de folato incluem frutas frescas, vegetais de folhas verdes e vegetais crucíferos (couve-flor, brócolis e couve de Bruxelas); lacticínios; e cereais integrais. Os vegetais devem ser consumidos crus ou levemente cozidos.

 

Anemia causada por exposição ao chumbo

A anemia causada pelo chumbo em geral é tratada interrompendo a exposição ao chumbo e administrando um medicamento que se liga ao chumbo e o extrai do corpo humano.

 

Como tratar anemia causada por perda de sangue

Se você perder repentinamente um grande volume de sangue, poderá ser tratado com fluidos, transfusão de sangue, oxigênio e possivelmente ferro para ajudar seu corpo a construir novos glóbulos vermelhos. Entretanto, a perda crônica de sangue é tratada identificando a fonte do sangramento, o interrompendo e se necessário, fornecendo tratamento para a anemia por deficiência de ferro.

 

Causada pela diminuição da produção de glóbulos vermelhos

O tipo de tratamento para anemia causada pela diminuição da produção de glóbulos vermelhos irá depender do que está causando a diminuição da produção desses glóbulos. E isso pode variar muito de pessoa para pessoa, por isso, é muito complexo apontar exemplos de tratamentos específicos.

 

Por problemas da medula óssea e células-tronco

Essa anemia tende a ser mais persistente e difícil de tratar. No entanto, os tratamentos para anemias hereditárias, como talassemia ou doença falciforme, variam amplamente e dependem da condição específica e da gravidade dos sintomas.

Algumas anemias não requerem tratamento, enquanto outras podem exigir transfusões repetidas de sangue e outras medidas agressivas. Embora a anemia aplástica ocasionalmente entre em remissão espontânea, algumas pessoas com esse distúrbio acabam precisando de um transplante de medula óssea.

 

Causada por doença crônica

É melhor tratar a condição subjacente sempre que possível. A anemia causada por doença renal crônica ou após quimioterapia pode frequentemente ser tratada com uma injeção de eritropoietina humana recombinante chamada epoetina alfa ou darbepoetina alfa. A eritropoietina é um hormônio que estimula a produção de glóbulos vermelhos na medula óssea. A darbepoetina alfa é uma forma sintética de eritropoietina.

Clique e saiba: 12 mitos sobre anemia que você não deve acreditar!

 

Anemia e gravidez

Durante a última metade da gravidez, seu corpo produz mais glóbulos vermelhos para suprir as suas necessidades e as do seu bebê. No entanto, cada glóbulo vermelho usa o ferro como núcleo. Da mesma forma, o ferro não pode ser produzido pelo seu corpo e deve ser absorvido pelos alimentos que você ingere.

Embora o ferro seja encontrado em muitos alimentos, é difícil absorvê-lo, dificultando o seu corpo de obter o suficiente para atender às suas necessidades durante a gravidez. Quando você não tem ferro suficiente em sua dieta, produz menos glóbulos vermelhos, o que pode ocasionar esse problema. Acima de tudo, a anemia falciforme, por deficiência de ferro (falta de ferro no sangue), na gravidez é muito comum e fácil de corrigir.

Seu corpo também precisa de um nutriente chamado folato para produzir células sanguíneas saudáveis. Entretanto, o folato é facilmente absorvido e encontrado na maioria dos vegetais verdes.

Causas

  • Má ingestão de alimentos ricos em ferro e folato.
  • Maior destruição de glóbulos vermelhos que ocasionalmente podem ocorrer durante algum problema de saúde ou doença.

Sintomas de anemia na gravidez

Freqüentemente, mulheres grávidas não apresentam sintomas específicos. Entretanto, se o caso for grave, você pode se sentir muito cansada e fraca.

Como prevenir

  • Coma alimentos ricos em ferro, como carne, frango, peixe, ovos, feijões secos e grãos fortificados. A forma de ferro nos produtos à base de carne, chamada ferro heme, é mais facilmente absorvida do que o ferro não-heme encontrado nos vegetais. Em conclusão, se você tem anemia e costuma comer carne, aumentar a quantidade de carne que consome é a maneira mais fácil de aumentar o ferro que seu corpo recebe.
  • Coma alimentos ricos em ácido fólico, como feijão, vegetais de folhas verde escuras, gérmen de trigo e suco de laranja.
  • Coma alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas e vegetais frescos e crus.
  • Cozinhe em panelas de ferro fundido, isso pode adicionar até 80% a mais de ferro à sua comida.
  • Contudo, peça a seu médico um multivitamínico que contenha folato e outros nutrientes necessários para a prevenção da anemia.

 

9 FONTES

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK499994/
https://ods.od.nih.gov/factsheets/Iron-HealthProfessional/
https://www.hematology.org/education/patients/
https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/thalassemias
https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/
https://www.nhlbi.nih.gov/health-topics/iron-deficiency-
https://www.cdc.gov/ncbddd/sicklecell/recommendations.html
https://www.who.int/nutrition/topics/ida/en/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3866658/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here