Boca seca (Xerostomia) causas, sintomas, diagnóstico e tratamento

0
497
Boca Seca

A boca seca é um sintoma que leva à falta de saliva. Pessoas com boca seca não têm saliva suficiente para manter a boca molhada.

A condição também é conhecida como xerostomia. Este artigo examinará as causas, sintomas, diagnóstico e tratamento da boca seca (Xerostomia).

 

Fatos rápidos sobre boca seca

Aqui estão alguns pontos-chave sobre a boca seca. Mais detalhes e informações de apoio estão no artigo principal.

  • A boca seca é mais prevalente na população idosa.
  • Geralmente é um efeito colateral de medicamentos.
  • Os sintomas incluem lábios rachados, mau hálito e saliva pegajosa.
  • Indivíduos com boca seca devem evitar alimentos picantes e bebidas açucaradas.

 

O que é xerostomia?

Xerostomia é a diminuição ou interrupção da produção de saliva. Especialistas dizem que a xerostomia geralmente é causada pela função inadequada das glândulas salivares.

Uma pessoa com xerostomia geralmente acha mais difícil desfrutar da comida. A xerostomia é um problema comum. Além disso, quase sempre é um efeito colateral frequente da medicação, que pode melhorar com uma nova prescrição médica ou ajuste da dosagem.

Todos nós ficamos com a boca seca às vezes, quando estamos chateados, sob forte estresse ou extremamente assustados. Já com a xerostomia é diferente, a boca da pessoa fica seca na maior parte do tempo.

Alguns pacientes podem pensar que a boca seca é uma parte normal do envelhecimento, mas não é. Ela é apenas mais frequente em adultos mais velhos. Especialistas dizem que o principal motivo é que os idosos tomam mais medicamentos em comparação com o resto da população, e alguns desses medicamentos causam xerostomia.

A xerostomia pode ser um sintoma de uma doença sistêmica grave, como lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatoide, esclerodermia, sarcoidose, amiloidose, síndrome de Sjögren, Parkinson, Diabetes ou hipotireoidismo. Acima de tudo cabe lembrar que uma doença sistêmica é aquela que afeta todo o corpo. Por isso, a boca seca não é uma doença, mas um sintoma de outras condições.

 

Causas da boca seca

As possíveis causas mais comuns de boca seca incluem:

Medicamentos: muitos medicamentos prescritos causam boca seca, incluindo anti-histamínicos, descongestionantes, medicamentos para hipertensão, antidiarreicos, relaxantes musculares, medicamentos para incontinência urinária, alguns medicamentos para a doença de Parkinson, bem como vários antidepressivos.

Idade: embora a boca seca não seja uma parte natural do envelhecimento, os idosos tendem a tomar mais medicamentos do que o resto da população. E muitos dos medicamentos tomados pelos idosos causam boca seca.

Tratamento do câncer: a radioterapia na cabeça e no pescoço podem causar danos às glândulas salivares, resultando na produção de menos saliva. Da mesma forma, a quimioterapia pode alterar a consistência da saliva, bem como a quantidade que o a corpo produz.

Lesão ou cirurgia: esses fatores podem ocasionar danos aos nervos na área da cabeça e pescoço, que por consequência, podem resultar em boca seca.

Tabaco: mascar ou fumar tabaco aumenta o risco de sintomas de boca seca.

Desidratação: falta de líquidos suficientes no organismo podem causar boca seca.

Praticar exercícios ou ficar exposto ao calor: as glândulas salivares podem ficar secas à medida que os fluidos corporais se concentram em outras partes do corpo. Além disso, os sintomas de boca seca são mais prováveis ​​se a situação persistir por muito tempo.

Alguns problemas de saúde, doenças e hábitos que podem causar boca seca

  • transtornos de ansiedade
  • depressão
  • HIV / AIDS
  • Mal de Parkinson
  • diabetes mal controlada
  • Síndrome de Sjogren
  • dormir com a boca aberta
  • ronco
  • acidente vascular cerebral e doença de Alzheimer, embora estes sejam mais propensos a causar apenas uma sensação de boca seca, mesmo quando as glândulas salivares estão funcionando da forma correta.

 

Sintomas de boca seca

Alguns sinais e sintomas de boca seca podem incluir:

  • mal hálito
  • queilite ou inflamação e fissura dos lábios
  • rachaduras e fissuras da mucosa oral, ou revestimento interno das bochechas e lábios, em que a pele nos cantos da boca pode rachar ou ficar dolorida
  • secura na boca
  • disgeusia ou distúrbios do paladar
  • infecções fúngicas na boca, como sapinhos
  • glossodínia ou língua dolorida
  • maior necessidade de beber água, especialmente à noite
  • inflamação da língua, úlceras da língua
  • batom colando nos dentes
  • doença gengival mais frequente
  • mais cárie dentária e placa bacteriana
  • problemas para falar
  • dificuldade para engolir e mastigar, especialmente alimentos secos e quebradiços, como biscoitos ou cereais
  • problemas com uso de dentaduras (problemas com retenção de dentadura, feridas de dentadura ou língua grudando no palato)
  • sialadenite, uma infecção da glândula salivar
  • dor de garganta
  • saliva pegajosa

 

Diagnóstico

O médico ou dentista provavelmente examinará a boca do paciente e revisará seu histórico médico. Também podem ser solicitados exames de sangue e exames de imagem das glândulas salivares.

Sialometria: este é um procedimento simples que mede a taxa de fluxo da saliva. Ou seja, dispositivos de coleta são colocados sobre os orifícios dos dutos das glândulas salivares e a produção de saliva é estimulada com ácido cítrico.

Saliografia: este é um exame radiográfico das glândulas salivares e ductos. Ele pode ser útil na identificação de cálculos e massas das glândulas salivares.

Biópsia: uma pequena amostra de tecido da glândula salivar é coletada. Frequentemente usado no diagnóstico da síndrome de Sjögren. Além disso, caso o médico suspeite de câncer, ele também poderá pedir uma biópsia.

Acima de tudo, muitos médicos relatam que, muitas vezes, embora o paciente reclame de boca seca severa, a mucosa oral parece estar úmida. Por outro lado, e com menos frequência, pode ser o contrário, a mucosa oral parece seca, mas o indivíduo não se queixa de boca seca.

 

Boca seca: tratamento

O tratamento para a boca seca depende de vários fatores, tais como se o paciente tem uma condição ou doença subjacente ou está tomando certos medicamentos que podem estar causando a boca seca.

Contudo, se uma causa subjacente for encontrada, medidas devem ser tomadas para minimizar seu efeito.

Medicamentos: acima de tudo, se a boca seca for causada por um determinado medicamento, o médico irá alterar a dosagem ou prescrever outro medicamento que seja menos provável de causar esse problema.

Estimular a produção de saliva: podem ser prescritos medicamentos para estimular a produção de saliva.

Especialistas dizem que o tratamento sintomático para boca seca geralmente inclui quatro áreas:

  • aumentando do fluxo de saliva
  • medidas alimentares
  • controle da cárie dentária
  • medidas específicas, como tratamento de infecções

Portanto, uma pessoa com boca seca deve prestar especial atenção à sua higiene oral e dentária. Da mesma forma, isso inclui a remoção da placa bacteriana e o tratamento de infecções gengivais, inflamação e cárie dentária. Além disso, é importante escovar os dentes e usar fio dental regularmente.

 

Como aliviar a boca seca

Existem muitas maneiras de manter a boca lubrificada e prevenir os sintomas de boca seca.

Incluindo:

  • Beber bastante água, tome goles regulares durante o dia e mantenha um copo de água ao lado da cama à noite.
  • Chupar cubos de gelo ou picolés.
  • Mascar chicletes sem açúcar ou consumir doces sem açúcar.
  • Usar protetor labial se seus lábios estiverem secos.
  • Escovar os dentes após as refeições e usar enxaguante bucal sem álcool, além disso, é mais provável que você tenha cáries se sofre com boca seca.
  • Não usar dentaduras durante a noite.
  • Respirar pelo nariz, pois isso não seca a boca da mesma forma que respirar pela boca.
  • Usar um umidificador para adicionar umidade aos ambientes, o que pode ajudar a reduzir os sintomas de boca seca que se desenvolvem durante o sono.

Coisas que quem tem boca seca deve evitar:

  • mascar ou fumar tabaco
  • evitar alimentos açucarados
  • bebidas açucaradas
  • alimentos ou bebidas ácidas
  • adstringentes
  • alimentos secos
  • alimentos picantes
  • bebidas excessivamente quentes ou frias

Acima de tudo, o consumo de álcool deve ser mínimo ou totalmente evitado, e além disso, a cafeína também deve ser consumida apenas com muita moderação.

 

3 FONTES

https://www.nhs.uk
https://www.ncbi.nlm.nih.gov
https://articles/187640

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here