Erva-mate: 5 benefícios para a saúde

0
223

A erva-mate é um chá com cafeína feito das folhas da Ilex paraguariensis (nome científico), um tipo de azevinho encontrado na floresta tropical da América do Sul. Além de seu sabor distinto, a erva-mate é rica em vitaminas, aminoácidos e polifenóis, compostos vegetais que podem melhorar a saúde.

As pesquisas sobre os benefícios para a saúde do chá de erva-mate ainda estão surgindo, mas alguns estudos sugerem que a erva-mate pode melhorar a saúde cardiovascular, neutralizar os efeitos da obesidade na saúde e muito mais.

Continue lendo para aprender sobre cinco dos benefícios que a erva-mate pode trazer à saúde, alguns possíveis riscos e efeitos colaterais, e como consumir e preparar a erva.

Benefícios relacionados à cafeína

O chá de erva-mate contém uma média de 78 miligramas de cafeína em uma xícara de 150 ml. Isso torna seu conteúdo de cafeína semelhante ao café o que sugere que ela pode trazer melhoras no humor e energia semelhantes aos benefícios do café.

Numerosos estudos descobriram que a cafeína melhora a saúde. Alguns benefícios potenciais à saúde incluem:

  • menor risco de certos tipos de câncer, incluindo câncer de endométrio, próstata, colorretal, mama e cólon
  • diminuição do risco de doença cardíaca e morte devido a problemas cardíacos
  • taxas mais baixas de diabetes tipo 2
  • diminuição do risco de doença de Parkinson
  • menor risco de doença de Alzheimer e outros tipos de demência

Controle do peso

De acordo com uma análise de 2011, alimentos como ginseng, erva-mate e soja contêm uma actinobactéria, um tipo de bactéria que pode mudar a maneira como o corpo digere gordura. Isso pode ajudar uma pessoa a ganhar menos peso ou até a perder peso.

A pesquisa em animais apóia o papel da erva-mate no combate à obesidade e na neutralização de seus efeitos. Um estudo de 2012 com ratos que consumiram uma dieta rica em gordura constatou que a erva-mate mudou o metabolismo lipídico. Ela também reduziu alguns efeitos colaterais comuns da obesidade, incluindo triglicerídeos séricos e glicose no sangue. Um estudo de 2013 descobriu que a erva-mate estava reduzindo a inflamação em ratos obesos.

Antioxidante

A erva-mate, como muitos outros produtos vegetais, é um antioxidante. Isso significa que os produtos químicos da erva-mate podem ser capazes de neutralizar os efeitos dos radicais livres.

Os radicais livres desempenham um papel no dano oxidativo, que tem links para vários problemas de saúde, incluindo câncer e doenças cardíacas. Muitos dos benefícios de saúde da erva-mate podem existir porque ela é um antioxidante.

Melhora a saúde do coração

As pesquisas apontam cada vez mais para o papel da cafeína na melhoria da saúde do coração, mas estudos sobre a erva-mate sugerem que ela pode oferecer benefícios adicionais.

A inflamação crônica pode danificar os vasos sanguíneos e o coração, levando a doenças cardíacas ou até insuficiência cardíaca. Muitos estudos em animais, incluindo um estudo de 2013 em ratos, sugerem que a erva-mate pode aliviar a inflamação, especialmente a relacionada à obesidade.

A erva-mate também pode ajudar a diminuir o colesterol das lipoproteínas de baixa densidade, que é um tipo de colesterol associado a doenças cardíacas. Uma revisão de 2011 sugere que pode ser possível usar a erva-mate para aumentar a eficácia das estatinas, um tipo de medicamento usado para diminuir o colesterol.

Aumenta a densidade mineral óssea

A osteoporose é uma das principais causas de fraturas ósseas. De acordo com os Centros de pesquisas 200 milhões de pessoas no mundo sofrem com a osteoporose, e 10 milhões delas estão no Brasil.

Um estudo de 2012 comparou mulheres que ingeriram pelo menos 1 litro de erva-mate por dia durante 4 anos com aquelas que não consumiram. Mesmo depois de controlar outros fatores que poderiam afetar a densidade mineral óssea, os pesquisadores descobriram que as mulheres que bebiam erva-mate tinham menos perda óssea na coluna e no pescoço. Isso se correlaciona com um menor risco de osteoporose e uma menor incidência de fraturas.

Riscos e efeitos colaterais

Embora a cafeína na erva mate ofereça vários benefícios à saúde, ela também apresenta alguns riscos. Dentre eles:

  • risco aumentado de aborto, especialmente quando a erva é consumida em altas doses
  • elevações temporárias da pressão arterial
  • lipídios no sangue mais altos

Pessoas com doença cardíaca grave, pressão alta não controlada ou arritmias cardíacas devem conversar com um médico antes de consumir erva-mate.

Um estudo de 2010 encontrou um aumento nos cânceres de boca e esôfago entre os usuários freqüentes de erva-mate. No entanto, os autores do estudo alertam que não está claro se esses efeitos resultam dos ingredientes específicos da erva-mate ou do contato excessivo da água quente com a boca.

Pesquisas mais recentes, incluindo um estudo de 2019, ligaram bebidas quentes a cânceres orais. Portanto, para reduzir o risco, as pessoas que gostam de erva-mate devem considerar consumir a bebida quente ou fria, ao invés de consumi-la em altas temperaturas.

Como usar e preparar

Para obter o máximo de benefícios da erva-mate, prepare o chá com água fervente e deixe esfriar. Caso você tenha o habito de tomar a erva na tradicional cuia de chimarrão, opte por consumir a bebida quente ou morna, pois, bebidas muio quentes estão associadas a um risco aumentado de câncer oral.

As pessoas que preferem consumir a bebida na forma doce, devem adoçar o chá com açúcar, mel, agave ou outro adoçante enquanto ainda estiver quente.

Fazer a erva-mate com folhas de chá soltas pode levar a um chá com sabor mais fresco. E também oferece mais controle sobre a força do chá. Comece com uma colher de sopa de erva-mate por xícara de água quente e depois ajuste a gosto.

Muitas culturas preferem compartilhar a erva-mate como parte de um evento comunitário. Nesse caso, consumir a erva-mate em uma cuia, que é um recipiente especial para o consumo da erva, facilita o compartilhamento e pode melhorar o sabor e a experiência.

Resumo

A pesquisa sobre os benefícios de saúde do chá de erva-mate é muito promissora. No entanto, não há evidências de que a erva-mate possa curar qualquer condição médica específica, nem que possa ou deva substituir o medicamento ou regime de tratamento habitual de uma pessoa.

Em vez disso, as pessoas interessadas em experimentar a erva-mate devem usá-la como um complemento aos outros medicamentos.

Pessoas com condições médicas crônicas ou que usam medicamentos prescritos devem conversar com um médico com conhecimento sobre fitoterapia antes de experimentar a erva-mate.

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando devem conversar com um médico ou profissional de saúde antes de consumir a erva-mate.

3 FONTES

Avanços recentes na pesquisa da erva-mate: Mini review.
Chá de erva-mate: uma revisão abrangente sobre química, implicações para a saúde e considerações tecnológicas.
Estudo prospectivo da temperatura do chá e o risco de carcinoma de células escamosas do esôfago.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here