“Negatividade” 8 situações que ela afeta nossas vidas

0
652
Homem preocupado com a mão na cabeça.

A negatividade em certa medida, faz parte da vida. Graças ao estresse e à ansiedade do dia a dia, em alguns momentos nos vislumbramos com o pior cenário. No entanto, a negatividade pode vir de diferentes fontes e impactar nossas vidas de várias maneiras.

Doenças crônicas, um ambiente doméstico ou de trabalho negativo e relacionamentos interpessoais podem levar a pensamentos negativos. Parece difícil combater a negatividade, mas adotar uma perspectiva positiva tem vantagens imediatas que beneficiarão você e as pessoas ao seu redor.

 

O que é a negatividade?

A negatividade às vezes também é chamada de “efeito negativo” por médicos e psicólogos, que a definem como uma gama de emoções negativas que incluem raiva, ansiedade, tristeza, medo e irritabilidade. Entretanto, a negatividade só acontece quando as emoções e experiências negativas carregam mais peso e impacto do que emoções positivas.

Por outro lado, existem algumas situações que podem trazer a negatividade para nossas vidas, nesse texto vamos detalhar oito dessas situações.

 

1. O impacto da negatividade dos pais nas criança

Vários estudos pesquisaram os efeitos que a negatividade parental pode ter sobre os filhos. Um ambiente doméstico negativo nos primeiros três anos de vida de uma criança, está ligado a problemas de desenvolvimento à medida que ela cresce.

Um estudo constatou que a negatividade da mãe, especificamente, influencia a emocionalidade negativa da criança na primeira infância. Isso pode estar vinculado a um ambiente negativo compartilhado. Inclusive, já está bem documentado que as crianças adotam muitas das características de seus pais por meio de fatores ambientais, positivos e negativos.

 

2. Sentimentos negativos e doença crônica

Pessoas com doenças físicas crônicas costumam ter um efeito negativo que se manifesta como ansiedade ou depressão. Como os sintomas físicos e mentais dessas doenças e seus tratamentos podem se transformar em depressão e ansiedade, pode ser difícil identificar e diagnosticar as doenças mentais que acompanham as físicas.

Um estudo descobriu que o desenvolvimento da depressão em pessoas com doenças crônicas afeta negativamente seus resultados físicos.

 

3. Negatividade no ambiente de trabalho

A negatividade no local de trabalho geralmente é resultado de insatisfação e descontentamento. A falta de cooperação e comunicação saudável também promove a negatividade, que pode se expressar como fofoca, sarcasmo e insensibilidade.

Especialistas associam certos tipos de trabalho a níveis mais altos de negatividade. Inclusive, um exemplo a ser citado, é um artigo do site internacional Jornal de Enfermagem Avançada, que descobriu que funcionários que trabalhavam em turnos alternados experimentavam maior sofrimento psicológico e menor envolvimento no trabalho.

 

4. Situações negativas no ambiente doméstico

O estresse do trabalho e o estresse em casa podem se misturar e se tornar um problema maior. Um estudo da Universidade de Oxford observou que “a insegurança no trabalho e o estresse doméstico estavam mais fortemente associados aos sintomas de depressão e ansiedade”.

Atividades e ambientes calmos são importantes no gerenciamento do estresse, e ambientes domésticos perturbadores podem deixar as pessoas que trabalham fora se sentindo mal, e consequentemente mal preparados para lidar com a negatividade no trabalho.

 

5. Negatividade, genética e saúde mental

Ter uma perspectiva negativa das situações pode estar associado à depressão em algumas pessoas, por outro lado, esse vínculo não foi totalmente explorado.

Pesquisas feitas na Holanda descobriram que um passivo genético para depressão em gêmeos era expresso por afeto negativo. Os gêmeos no estudo que estavam predispostos tiveram uma reação excessivamente negativa até mesmo a situações estressantes mais leves.

 

6. Situações negativas e as mídias sociais

As mídias sociais ajudaram a alimentar a negatividade em adolescentes e adultos, e seus impactos negativos geralmente superam os positivos. As redes sociais expõem as pessoas a interações sociais negativas, como o cyberbullying.

A autodepreciação e a tendência de se comparar com os outros também é um subproduto negativo do uso da mídia social. O ciclo contínuo de pessimismo e cinismo online pode fazer com que os usuários se sintam esgotados e depressivos.

 

7. Negatividade nas interações sociais

Muitos extrovertidos acham rejuvenescedor interagir com muitas pessoas. Por outro lado, algumas interações sociais podem acabar sendo emocionalmente desgastantes e contribuindo para a negatividade.

Além disso, pesquisas mostram que “a negatividade social com cônjuges, parentes e amigos teve uma forte associação positiva com o número de episódios de ansiedade e transtorno de humor”. Outras pesquisas realizadas com mulheres viúvas mais velhas perceberam que as interações sociais negativas estavam mais ligadas ao bem estar do que as positivas.

 

8. Situações negativas e a saúde física

Seus níveis de atividade e saúde física podem afetar seu humor, positiva ou negativamente. Estudos demonstram que a atividade física alivia os sintomas de depressão leve a moderada, reduz a ansiedade e melhora o humor.

Acima de tudo, uma boa saúde física pode trazer atitudes positivas, em contraste, uma atitude negativa está ligada ao neuroticismo (nível crônico de desajustamento e instabilidade emocional). Os pesquisadores ainda estão estudando o tipo e a duração do exercício que é mais eficaz na redução da negatividade e na melhoria da saúde mental.

Clique aqui e saiba mais sobre a Influência da alimentação na saúde mental.

 

O que fazer para se livrar da negatividade?

Para se livrar da negatividade é preciso muita atenção, pois, da mesma forma que existem várias causas de negatividade, também há muitas maneiras de adotar uma atitude mais positiva.

No entanto, as soluções para a negatividade e suas manifestações incluem atenção plena e troca dos pensamentos negativos pelos positivos. Não há problema em se sentir negativo de vez em quando, também não há problema em sentir-se ansioso em alguns momentos de nossas vidas. Apenas, faça uma pausa e se dê um descanso.

Acima de tudo, é preciso lembrar que, forçar pensamentos positivos não é muito útil, especialmente se você está com ansiedade, depressão ou outras condições de saúde mental. Se você se encontra em um padrão de pensamento do qual não pode mudar, consulte um profissional de saúde mental.

Portanto, cabe lembrar que, em algumas pessoas a terapia cognitiva pode ajudar a desafiar o pensamento negativo e aumentar a positividade, consequentemente esse tipo de atitude vai acabar reduzindo as situações estressantes do dia a dia.

Sendo assim, identificar a causa da negatividade também é um passo muito importante para se tornar mais otimista. Obviamente, a ajuda profissional é vital para pessoas cuja negatividade decorre de uma doença mental diagnosticada.

 

3 FONTES

Estresse no trabalho e em casa: associações com sintomas de ansiedade e depressão.
A relação de atividade física e exercício físico com saúde mental.
Uma análise longitudinal geneticamente informada da negatividade dos pais e da emocionalidade negativa das crianças na primeira infância.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here