O que a desidratação na gravidez pode causar?

0
1410
Desidratação na Gravidez

A desidratação na gravidez é mais comum do que se pensa. A maioria dos casos de desidratação na gravidez é leve, mas a desidratação grave pode ser perigosa para a mãe e o bebê.

O feto impõe demandas intensas ao corpo, e as mulheres grávidas precisam consumir nutrientes extras. O enjoo matinal, bem como as condições que causam vômito excessivo, também podem desempenhar um papel crucial para a desidratação na gravidez.

Este artigo analisa como identificar a desidratação na gravidez, os efeitos da desidratação materna no bebê e como impedir que isso aconteça.

 

Desidratação na gravidez sintomas

Geralmente, o primeiro sintoma de desidratação na gravidez é a sede. Mas, as mulheres que sentem muita sede após suar, passar longos períodos no calor ou sem beber água têm uma probabilidade maior de desidratar.

Desidratação na gravidez sintomas comuns:

  • sensação de secura na garganta ou na boca
  • lábios secos e rachados
  • pele seca
  • pele menos elástica que parece afundada ou fina
  • urina de cor escura
  • urinar com menos frequência
  • ausência de suor, mesmo em clima quente
  • sensação de fraqueza ou exaustão
  • constipação (prisão de ventre), fezes duras e hemorroidas
  • tontura

Além disso, algumas mulheres podem experimentar contrações de Braxton Hicks (contrações do músculo do útero), quando estão desidratadas. Por outro lado, quando a desidratação piora, a sensação de sede também pode desaparecer.

Desidratação na gravidez sintomas mais graves:

  • tonturas e confusão mental
  • coração acelerado
  • mudanças no padrão de movimento do bebê
  • pressão sanguínea baixa, o que pode provocar tonturas ou desmaios

Desidratação grave pode causar choque e falência de órgãos. Também pode prejudicar muito o bebê.

 

Causas de desidratação na gravidez

As causas da desidratação na gravidez se enquadram em duas categorias gerais:

Não beber água suficiente

Embora existam muitas recomendações disponíveis sobre quanta água as pessoas devem beber, as necessidades variam de pessoa para pessoa. A gravidez impõe exigências adicionais ao corpo da mulher. Portanto, as mulheres geralmente precisam beber mais água durante a gravidez do que antes de engravidar.

Alguém que é fisicamente ativo ou vive em um clima quente suará mais e precisará beber mais água.

Mulheres que alteram seu nível de atividade repentinamente ou se mudam para um clima mais quente podem precisar beber mais água do que antes. Se elas não ajustarem a quantidade de água que bebem, podem vir a sofrer de desidratação na gravidez.

Pessoas com distúrbios alimentares, principalmente bulimia, podem ser mais vulneráveis ​​à desidratação.

Quando a desidratação ocorre por não beber água suficiente, geralmente é fácil tratar apenas bebendo mais água, particularmente nos estágios iniciais da desidratação.

Não absorve água suficiente

Algumas condições médicas, especialmente aquelas que causam vômito e diarreia, podem dificultar a absorção de água pelo corpo e provocar desidratação na gravidez.

No entanto, náuseas e vômitos são mais comuns durante a gravidez do que em outros momentos. E aquelas mulheres com hiperêmese gravídica, que ocorre em 3% das gestações, podem sofrer vômitos intensos que causam perda de peso e desidratação.

Outros problemas de saúde, especialmente aqueles que afetam o metabolismo, podem causar desidratação na gravidez. Dentre eles estão:

  • falência renal
  • certos distúrbios metabólicos raros
  • distúrbios intestinais, como doença de Crohn ou doença celíaca, que dificultam a absorção de nutrientes pelo organismo.

Entretanto, pessoas com uma condição médica subjacente correm um risco aumentado de desidratação em climas quentes, após exercícios intensos ou quando não bebem água suficiente.

 

Complicações causadas pela desidratação

A desidratação leve geralmente não é perigosa na gravidez, desde que a mulher consuma rapidamente líquidos suficientes. Por outro lado, a desidratação grave pode ser perigosa para a mãe e para o bebê.

A desidratação pode levar a níveis mais baixos de líquido amniótico, o que pode influenciar o desenvolvimento do bebê, levar ao trabalho de parto prematuro e afetar a produção de leite materno.

A desidratação na gravidez também pode causar deficiências em nutrientes vitais para a saúde da mulher grávida e do bebê em desenvolvimento.

No entanto, a desidratação não é a principal causa do trabalho de parto prematuro. Um estudo de 2016 descobriu que aquelas mulheres que apresentavam sinais de trabalho de parto prematuro não eram mais propensas a desidratar do que aquelas que não estavam passando por trabalho de parto prematuro.

Acima de tudo, cabe lembrar que, raramente a desidratação pode causar coma ou até ser fatal.

 

Desidratação na gravidez o que fazer

Pode ser difícil diagnosticar se a desidratação na gravidez é leve ou grave. Se a água potável ou eletrolítica não melhorar rapidamente os sintomas, procure um médico.

As mulheres devem ir ao hospital para tratar a desidratação na gravidez quando:

  • sentir o padrão de movimento do bebê mudar
  • começar a sangrar ou vazar fluido
  • experimentarem contrações que acham que podem ser um sinal de parto prematuro
  • já foram diagnosticadas com uma condição médica séria, como insuficiência renal
  • sofrer vômito ou diarreia por mais de 12 horas
  • pararem de suar em dias quentes, apesar de beber líquidos
  • estiver produzindo muito pouca ou nenhuma urina
  • desmaiar, ter uma convulsão ou se sentir confusa

Aquelas mulheres que têm hiperêmese gravídica ou outra condição médica devem discutir com seu médico o tema da desidratação em suas consultas de rotina.

Entretanto, se o médico suspeitar que os sintomas da mulher continuam, ele deve instrui-lá a procurar atendimento de emergência.

 

Tratamento para desidratação na gravidez

O tratamento para a desidratação na gravidez pode incluir a administração de líquidos através de uma agulha na veia. Algumas mulheres desidratadas também podem precisar de eletrólitos, como sódio e magnésio, para ajudá-las a absorver líquidos adequadamente.

Da mesma forma, algumas pessoas podem precisar ficar no hospital por vários dias para monitoramento.

 

Prevenção da desidratação

Para evitar a desidratação na gravidez, aumente a ingestão de líquidos até que a urina fique límpida ou amarela muito clara. Considere andar sempre com uma garrafa de água e fazer pausas frequentes.

Mulheres que se exercitam ou passam algum tempo fora de casa expostas ao calor intenso, devem aumentar ainda mais a ingestão de líquidos.

Certos alimentos podem tornar as pessoas mais propensas a sofrer desidratação, incluindo alimentos ou bebidas com cafeína. É essencial beber bastante água ao consumir esses alimentos.

O pré-natal desempenha um papel essencial na prevenção da desidratação. A desidratação  na gravidez geralmente ocorre devido a uma condição subjacente, como um problema metabólico ou hiperêmese gravídica. Um médico pode ajudar a impedir que esta condição cause desidratação.

Se uma mulher tem um histórico de desidratação ou uma condição que causa desidratação, é uma boa ideia conversar com um médico sobre maneiras de impedir que a desidratação ocorra.
Clique aqui e descubra tudo que você precisa saber sobre sintomas de gravidez.

 

Resumo

Normalmente, a desidratação na gravidez é um inconveniente temporário que pode ser corrigido pela ingestão de mais líquidos. No entanto, as mulheres grávidas devem levar a desidratação a sério, pois isso pode causar muitos problemas durante a gravidez.

Se a mulher suspeita que pode estar desidratada ou que possui um fator de risco para desidratação deve discutir suas preocupações com um médico.

Contudo, é mais seguro reagir exageradamente à desidratação do que ignorar um problema que pode ser fatal para o bebê. Mesmo que uma mulher não tenha certeza se seus sintomas são graves o suficiente para ir ao hospital, deve ser cautelosa ao procurar atendimento de emergência.

 

3 FONTES

Desidratação.
Pacientes com trabalho de parto prematuro são mais desidratadas?
Fatores relacionados à morte fetal em mulheres grávidas com cólera.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here