Quais são os benefícios do gengibre?

0
260
Benefícios do gengibre

As pessoas usam o gengibre na culinária e na medicina desde os tempos antigos. É um remédio caseiro popular para náuseas, dores de estômago e outros problemas de saúde.

Em geral, o gengibre pode ser usado fresco ou seco na culinária, e algumas pessoas até tomam suplementos de gengibre por seus possíveis benefícios à saúde.

Os antioxidantes e outros nutrientes do gengibre podem ajudar a prevenir ou tratar a artrite, a inflamação e vários outros tipos de infecção. Além disso, muitos pesquisadores estudaram seu potencial para reduzir o risco de diabetes, câncer e outros problemas de saúde.

Neste artigo, você irá aprender mais sobre quais são os benefícios do gengibre para a saúde e as pesquisas por trás deles.

 

Quais são os benefícios do gengibre?

O gengibre pode ter propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antivirais e outras propriedades saudáveis. Abaixo estão alguns dos possíveis usos medicinais do gengibre:

Reduz gases e melhora a digestão

Vários estudos investigaram os efeitos do gengibre nos gases que se formam no trato intestinal durante a digestão.

Algumas pesquisas indicam que as enzimas do gengibre podem ajudar o corpo a quebrar e expelir esses gases, proporcionando alívio de qualquer desconforto.

O gengibre também parece ter efeitos benéficos sobre as enzimas tripsina e lipase pancreática, que são importantes para a digestão.

Além disso, o gengibre pode ajudar a aumentar os movimentos no trato digestivo, sugerindo que pode aliviar ou prevenir a constipação.

Alivia náuseas

Algumas pesquisas indicam que o gengibre pode ajudar a aliviar os enjoos matinais e as náuseas após o tratamento do câncer.

Um pequeno estudo de 2010 examinou os efeitos dos suplementos em pó de raiz de gengibre sobre as náuseas em 60 crianças e jovens adultos que se submeteram à quimioterapia. A análise mostrou que o suplemento reduziu a náusea na maioria das crianças e jovens que o tomaram.

Os autores de uma revisão de estudos de 2011 também chegaram a conclusões semelhantes. Eles relataram que tomar uma dose diária dividida de 1.500 miligramas (mg) de extrato de gengibre ajudou a aliviar os sintomas de náusea.

Eles também pediram mais estudos em humanos para entender completamente os efeitos do gengibre nas náuseas e em outros problemas gastrointestinais.

Alivia resfriado ou gripe

Muitas pessoas usam gengibre para ajudar a se recuperar de um resfriado ou gripe. Em 2013, os pesquisadores estudaram os efeitos do gengibre fresco e seco em um vírus respiratório em células humanas.

Os resultados indicaram que o gengibre fresco pode ajudar a proteger o sistema respiratório, enquanto o gengibre seco não teve o mesmo impacto.

Também em 2013, um pequeno estudo começou a investigar a popularidade da fitoterapia com gengibre como um tratamento para resfriado ou gripe.

Depois de entrevistar 300 clientes de farmácia em dois locais diferentes, os pesquisadores determinaram que 69% dos entrevistados usavam medicamentos fitoterápicos e que a maioria desse grupo os considerava eficazes.

Alivia a dor

Os pesquisadores por trás de um pequeno estudo, que incluiu 74 voluntários, descobriram que uma dosagem diária de 2 gramas (g) de gengibre cru ou aquecido reduziu a dor muscular induzida por exercícios em cerca de 25%.

Enquanto isso, uma revisão de estudos de 2016 concluiu que o gengibre pode ajudar a reduzir a dismenorreia (cólica sentida antes ou durante a menstruação).

Reduz a inflamação

Um grupo de pesquisadores concluiu que tomar gengibre por via oral é “modestamente eficaz e razoavelmente seguro” para tratar a inflamação causada pela osteoartrite.

No entanto, eles observaram que os estudos incluídos em sua meta-análise eram pequenos e podem não representar a população em geral.

Enquanto isso, uma revisão de 16 ensaios clínicos em 2017 determinou que as propriedades fitoquímicas do gengibre podem combater a inflamação. Esses autores também pediram mais pesquisas sobre as dosagens e tipos mais eficazes de extrato de gengibre.

Apoia a saúde cardiovascular

Existem algumas evidências de que o extrato de gengibre pode ajudar nas doenças cardiovasculares.

Por exemplo, uma revisão de pesquisa descobriu que uma dosagem de 5 gramas ou mais de gengibre pode causar atividade antiplaquetária benéfica significativa.

Os autores reconhecem que muitas investigações incluídas em sua análise não envolveram participantes humanos ou que o número de participantes era muito pequeno para garantir resultados confiáveis.

No entanto, eles sugerem que, com mais pesquisas, o gengibre pode provar ser uma forma segura de tratamento para doenças cardiovasculares.

Enquanto isso, outro estudo descobriu que o extrato de gengibre ajudou a reduzir a ocorrência de anormalidades cardíacas entre ratos com diabetes. Os autores observaram que essa redução pode ser decorrente, em parte, das propriedades antioxidantes do extrato de gengibre.

Reduz o risco de câncer colorretal

O gengibre não fornece proteínas ou outros nutrientes, mas é uma excelente fonte de antioxidantes. Estudos demonstram que, por esse motivo, o gengibre pode reduzir vários tipos de estresse oxidativo.

O estresse oxidativo ocorre quando muitos radicais livres se acumulam no corpo. Os radicais livres são substâncias tóxicas produzidas pelo metabolismo e outros fatores.

O corpo precisa eliminar os radicais livres para evitar que causem danos celulares que podem levar a uma série de doenças, incluindo câncer. Os antioxidantes dietéticos ajudam o corpo a se livrar dos radicais livres.

Em um ensaio de 2013, os pesquisadores deram a 20 participantes 2 gramas de gengibre ou um placebo por 28 dias. Todos os participantes tinham alto risco de desenvolver câncer colorretal.

As biópsias mostraram que os participantes que consumiram o gengibre apresentaram menos alterações negativas no tecido do cólon saudável. Este grupo também apresentou proliferação celular reduzida. Os resultados indicam que o gengibre pode desempenhar um papel na prevenção do câncer colorretal.

 

Nutrição

O gengibre é uma ótima fonte de antioxidantes, mas não fornece muitas vitaminas, minerais ou calorias.

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, 2 colheres de chá de gengibre fornecem apenas 4 calorias. Essa quantidade não fornece uma quantidade significativa de nenhum tipo de nutriente.

Clique aqui e descubra: Quais são os benefícios da pimenta-do-reino?

 

Riscos

Os órgãos de saúde consideram o gengibre seguro para ser incluído na dieta, mas não garantem ou regulamentam seu uso como medicamento ou suplemento.

Os pesquisadores não investigaram muitos dos compostos do gengibre. Além disso, as evidências científicas não apoiam algumas afirmações sobre as qualidades curativas do gengibre.

Portanto, antes de adicionar mais gengibre à dieta ou tomar um suplemento de gengibre, consulte um médico. Além disso, um suplemento pode interagir com outros medicamentos ou causar outras complicações de saúde.

Clique aqui e saiba: Erva-mate, 5 benefícios para a saúde.

 

Conclusão

Algumas pesquisas indicam que o gengibre pode melhorar a saúde digestiva, reduzir a inflamação, aliviar a dor, entre outros benefícios.

No entanto, os estudos costumam usar altas doses de extratos, e uma pessoa pode não sentir os mesmos efeitos positivos para a saúde simplesmente adicionando gengibre à dieta.

 

6 FONTES

https://www.sciencedirect.com/topics/biochemistry-genetics-and-molecular-biology/ginger
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK92775/
https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20418184/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6341159/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3590151/
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S106345841401276X

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here