Roacutan: Como Funciona

0
396
Como o Roacutan funciona?

Roacutan é um dos medicamentos mais eficazes quando se trata de acne severa. Mas você já parou para pensar como será que ele funciona ou quais seriam seus mecanismos de ação. E ainda, qual a diferença entre isotretinoína e Roacutan? Caso queira saber as respostas para essas perguntas continue lendo o texto e descubra.

 

Isotretinoína é Roacutan?

Roacutan é o nome comercial dado para a isotretinoína. A isotretinoína é um medicamento poderoso usado para tratar a acne inflamatória grave. É um medicamento de uso oral que é tomado uma ou duas vezes ao dia. Além disso, a isotretinoína é classificada como um retinóide e é feita a partir de uma forma sintética da vitamina A.

A isotretinoína é considerada o tratamento de prescrição mais eficaz disponível para acne grave. Ela pode tratar com sucesso e eliminar completamente a acne, mesmo aqueles tipos de acne que não melhoraram com outros tratamentos.

Por outro lado, é importante ressaltar que a isotretinoína não deve ser confundida com a tretinoína, usada para tratar manchas, linhas de expressão e outros.

 

Roacutan, como funciona?

O Roacutan funciona através do encolhimento das glândulas sebáceas da pele. Ele reduz a quantidade de óleo produzida na face. E quando sua pele não está produzindo óleo em excesso, ela não obstrui os poros e não cria espinhas. E ao controlar o excesso de oleosidade da pele, a acne também é controlada.

Além disso, ao contrário da maioria dos medicamentos para acne, você não precisa usar continuamente o Roacutan para manter a acne à distância. A maioria das pessoas só precisa de um ciclo de tratamento com Roacutan (cerca de cinco a seis meses) para obter bons resultados. Por outro lado, algumas pessoas necessitam de um segundo ciclo de tratamento com Roacutan para limpar completamente a pele.

Após o término do tratamento, as espinhas raramente voltam. Mas se necessário, após o tratamento com Roacutan, você pode fazer a transição para um medicamento tópico para acne afim de manter a pele sempre limpa.

Passando pomada na acne

 

Como Roacutan altera o microbioma da pele?

A acne é uma das doença de pele mais comuns no mundo, mas suas causas exatas são pouco conhecidas. No entanto, um estudo recente revelou como a isotretinoína (Roacutan) altera o equilíbrio das bactérias em nossa pele.

A isotretinoína (nome comercial do Roacutan) é comumente usada para tratar a acne grave. Mas a droga vem com uma série de efeitos colaterais potenciais, incluindo depressão e danos ao fígado. Da mesma forma, ela também pode causar defeitos congênitos graves quando as mulheres tomam o medicamento durante a gravidez.

Por ser um derivado da vitamina A, a isotretinoína reduz a quantidade de oleosidade, ou glândulas sebáceas na pele, consequentemente reduzindo a quantidade de óleo que é produzida.

Acredita-se que isso acabe reduzindo os níveis de bactérias presentes na face oleosa e atenue a inflamação.

Não se sabe exatamente como a isotretinoína atinge esses efeitos.

Publicando as descobertas de seus estudos no Journal of Investigative Dermatology, pesquisadores da Washington University School of Medicine em St. Louis, revelaram como a isotretinoína (Roacutan) muda o microbioma da pele da face e sugerem uma nova abordagem para a forma como a acne é tratada atualmente.

 

Roacutan e as bactérias do bem

Acne na zona T

O Dr. William H. McCoy, o principal autor do estudo, explica que “na zona T (região da testa, nariz e queixo) é onde estão as áreas oleosas da pele que sustentam o crescimento de certas comunidades de bactérias e sabemos que algumas delas parecem estar associadas à acne”.

A equipe queria descobrir se a isotretinoína reduziria o número dessas bactérias, especificamente Cutibacterium acnes, que também é conhecido por seu antigo nome, Propionibacterium acnes.

O estudo envolveu 17 pessoas com acne que receberam tratamento com Roacutan (isotretinoína). O grupo de controle foi composto por oito pessoas, quatro com acne que receberam tratamento e quatro sem acne que não receberam nenhum tratamento.

A equipe de pesquisa coletou amostras da pele do rosto de cada participante em quatro ocasiões durante um período de 10 meses.

As principais conclusões foram que o tratamento com isotretinoína realmente reduziu o número de Cutibacterium acnes e que a diversidade de bactérias na superfície da pele aumentou.

“A droga parece tornar a pele menos hospitaleira para bactérias causadoras de acne”, explica o Dr. McCoy.

Usando a análise metagenômica direcionada de próxima geração, a equipe também descobriu que vários outros tipos de bactérias aumentaram em número com o tratamento com isotretinoína, o que não tinha sido relacionado à melhora da acne no passado.

 

“Fertilizante” microbiano ou “exterminador de ervas daninhas”

De acordo com a equipe de pesquisa, os resultados indicam que a isotretinoína muda as condições de crescimento da pele em favor de populações bacterianas mais diversas, em vez de alterar diretamente o número de bactérias presentes.

Este efeito continuou mesmo depois que o tratamento foi interrompido e a produção de óleo voltou ao normal.

“Após o tratamento, as comunidades microbianas mudam para uma mistura de populações de bactérias que parecem ser mais saudáveis, e essa mudança persiste meses após o tratamento”, explica a Ph.D Makedonka Mitreva, professora associada de medicina e autora sênior do estudo.

Compreender como funciona a isotretinoína é apenas o primeiro passo. A equipe está agora trabalhando em um estudo maior na esperança de melhorar a forma como a acne é tratada.

Nosso estudo sugere que pode haver uma maneira de fornecer algum tipo de ‘fertilizante’ microbiano ou ‘exterminador de ervas daninhas’ na pele para ajudar a promover o crescimento de micróbios saudáveis”.

Dr. William H. McCoy

Quem provavelmente se beneficiaria com isso? Reduzir os potenciais efeitos colaterais associados à isotretinoína certamente seria uma vantagem para aqueles que tomam a droga.

Principalmente para mulheres grávidas com acne grave, pode ser uma virada de jogo.

“As mulheres muitas vezes ficam sem tratamento para acne durante a gravidez porque simplesmente não existem boas terapias que sejam totalmente seguras de usar durante todo o período da gestação, explica o Dr. McCoy.

O Dr. McCoy ainda afirma que a isotretinoína provou ser um tratamento eficaz para a acne. Principalmente para aqueles que sofrem de acne cística ou inflamatória severa, pode ser uma opção de tratamento viável, especialmente se sua acne não respondeu bem a outros medicamentos. Entretanto, em última análise, você e seu dermatologista devem decidir se a terapia com isotretinoína é adequada para você ou não.

 

3 FONTES

https://www.jidonline.org/article
https://articles/324076
https://www.verywellhealth.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here