Saúde mental para homens transgênero

0
279
Saúde mental para homens transgênero

Os homens transgênero ou trans, termo que também é utilizado, enfrentam uma série de problemas de saúde mental. Trabalhar além dos estigmas pessoais e sociais pode ajudá-los a encontrar a ajuda de que precisam.

Algumas condições de saúde mental são mais comuns em homens trans. Tratamentos, incluindo terapia hormonal, podem ajudar a aliviar os sintomas de problemas de saúde mental, embora nem todos os trans os desejem.

Como amigo íntimo ou membro da família de um homem trans, existem algumas maneiras de apoiar sua transição e saúde mental. Isso pode incluir oferecer apoio para que eles tomem os devidos cuidados com sua saúde mental e emocional.

Continue lendo para aprender mais sobre saúde mental em homens trans, a partir de problemas comuns, as dificuldades únicas que os homens podem enfrentar e como ajudá-los e apoiá-los.

 

Saúde mental em homens trans

Um estudo no American Journal of Preventative Medicine observa a diferença entre marcadores de saúde mental em pessoas cisgênero (indivíduos que se identificam com o sexo biológico com o qual nasceram), em idade universitária e em minorias de gênero. Nesse contexto, minoria de gênero significa aqueles que se identificam com um gênero diferente daquele a que foram designados no nascimento.

Em geral, as minorias de gênero parecem ter uma prevalência significativamente maior de sintomas de problemas relacionados a saúde mental.

De acordo com este estudo, as minorias de gênero são quatro vezes mais propensas a ter pelo menos um problema de saúde mental em comparação com seus colegas cisgêneros.

Os possíveis distúrbios da saúde mental incluem:

  • depressão
  • ansiedade
  • auto-mutilação
  • distúrbios alimentares
  • pensamentos ou tendências suicidas

Um estudo semelhante no BMC Public Health também constatou que as pessoas trans eram mais propensas a terem menos satisfação com a vida e terem sinais aumentados de solidão.

 

Desafios únicos

Existem muitos fatores que contribuem para que homens trans possam enfrentar mais problemas de saúde mental do que outros grupos.

No geral, as pessoas trans podem ter mais situações estressantes ao longo da vida do que seus pares cisgêneros quando se trata de orientação sexual e identidade de gênero.

Situações estressantes podem incluir:

  • rejeição da família
  • rejeição dos amigos
  • baixa autoestima
  • más habilidades de enfrentamento
  • problemas de imagem corporal
  • baixa satisfação sexual
  • comportamentos esquivos

O efeito dessas situações estressantes ao longo da vida pode contribuir para diminuir a saúde mental. A solidão também pode ter um papel muito importante em questões de saúde mental.

Um estudo no Journal of Clinical Medicine observa que a solidão social foi o principal preditor de problemas de saúde mental em pessoas trans. Nos homens trans, especificamente, a solidão romântica parece ser o fator mais forte. O estudo associou níveis mais altos de solidão a níveis mais baixos de saúde mental.

Como a solidão pode ser mais provável em pessoas trans, seus efeitos podem se manifestar como problemas de saúde mental. Entretanto, as expectativas da sociedade também podem desempenhar um papel importante nisso. As atitudes sociais em relação à expressão de gênero podem variar muito de um lugar para o outro.

Por esse motivo, os homens trans podem sofrer discriminação ao longo de suas vidas. Eles podem experimentar:

  • possível violência
  • preconceitos pessoais
  • estigma social

Esses fatores podem influenciar os aspectos negativos de saúde mental que as pessoas trans às vezes sentem. Além disso, o estigma em torno da saúde mental e das identidades das minorias de gênero também pode impedir as pessoas trans de procurar ajuda.

Deixar esses problemas sem tratamento pode levar à piora da saúde mental e, em casos extremos, à depressão profunda ou ao suicídio.

Prevenção do suicídio

Se você conhece alguém em risco imediato de se machucar, tentar suicídio ou machucar outra pessoa:

  • Faça a pergunta difícil: “Você está considerando suicídio?”
  • Escute a pessoa sem julgamento.
  • Incentive a pessoa a procurar ajuda.

 

Efeitos na saúde mental de homens trans

Os problemas de saúde mental podem afetar os homens transexuais de maneira diferente dos seus pares cisgêneros (indivíduo que se identifica com o sexo biológico com o qual nasceu), especialmente se a pessoa não tiver acesso a tratamentos de afirmação de gênero.

Tratamentos que afirmam a identidade de gênero podem ajudar a aliviar os sintomas, enquanto tratamentos que negam a identidade de alguém podem não ajudar.

Os problemas de saúde mental também podem afetar os homens transexuais de maneira diferente das pessoas cisgêneros, se eles não tiverem acesso a um sistema de apoio adequado. Seja no grupo de ajuda, na família ou na população em geral, a aceitação da identidade de gênero de uma pessoa pode ser um grande passo para melhorar a sua saúde mental.

 

Hormônios e saúde mental

A terapia hormonal de afirmação de gênero envolve dar a uma pessoa com disforia de gênero doses seguras de hormônios para ajudá-la a fazer a transição para sua verdadeira identidade de gênero.

Uma revisão do Current Psychiatry Reports observa que, em geral, a terapia hormonal de afirmação de gênero tem impactos psicológicos positivos em adolescentes e adultos.

A terapia hormonal reduz os sintomas de problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão, reduz marcadores de estresse social e melhora a qualidade de vida e a auto-estima. Da mesma forma, a terapia hormonal é parte integrante do alívio da disforia de gênero e pode ser a chave para o tratamento de problemas de saúde mental subjacentes.

É importante observar que, enquanto muitas pessoas trans escolhem a terapia hormonal de afirmação de gênero para ajudar a afirmar sua identidade de gênero, nem todas as pessoas trans optam ou desejam esse tratamento.

Clique aqui e saiba: Como tomar Viagra?

 

Como apoiar as pessoas transgênero durante a transição

Como amigo ou membro da família de um homem trans, pode ser difícil imaginar o que eles estão passando durante a transição. Uma pessoa que nunca passou e não passa por esse problema pode nunca entender completamente o processo ou a dificuldade que uma pessoa transgênero enfrenta durante essa fase.

Fundamentalmente, amigos e familiares de um homem trans podem ter o objetivo de apoiar. Além disso, criar um ambiente de afirmação de gênero em um ambiente familiar ou social pode ajudar a aliviar a disforia de gênero. Também pode facilitar o tratamento para condições de saúde mental subjacentes.

Como parte desse papel de suporte, algumas formas de ajudar são:

  • Ser educado sobre questões e soluções transgêneros
  • Usar os pronomes e o nome favoritos da pessoa
  • Manter as linhas de comunicação abertas
  • Escutar sem julgar
  • Evitar fazer suposições sobre as preferências sexuais de alguém, papéis de gênero ou desejo de tratamento.

No entanto, pode levar algum tempo para que o entorno possa se ajustar à identidade de uma pessoa à medida que ela faz a transição, e a mudança pode produzir reações, julgamentos ou confusão.

Da mesma forma, profissionais de saúde mental e grupos de apoio podem oferecer ferramentas e recursos, não apenas para as pessoas trans que estão passando pela transição, mas também para as pessoas próximas a elas.

 

Tratamento

Como observa o Centro Nacional Americano de Educação em Saúde LGBT, a doença mental e a saúde mental de uma pessoa trans são totalmente separadas do fato de serem trans. O tratamento adequado refletirá isso.

A sensação de desajuste, ou o sentimento ou estresse de uma pessoa que não tem a mesma identidade de gênero que o sexo a que foi designada no nascimento, é um distúrbio de saúde mental, de acordo com os órgãos oficiais.

Para a maioria das pessoas, afirmar sua identidade de gênero por meio de práticas e tratamentos de saúde que afirmam isso pode tratar seus sentimentos de disforia de gênero. Por outro lado, algumas pessoas precisarão de terapia hormonal e cirurgia para aliviar completamente a disforia de gênero.

Em muitos casos, o tratamento da disforia de gênero pode reduzir os sinais de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade. No entanto, o tratamento adequado da disforia de gênero pode reduzir as situações estressantes de uma pessoa trans e ajudá-la a se concentrar nos problemas subjacentes.

Além disso, enquanto se concentram nos tratamentos de afirmação de gênero, os especialistas em saúde mental também podem diagnosticar e tratar quaisquer outros problemas de saúde mental subjacentes, como depressão, ansiedade ou distúrbios alimentares.

Acima de tudo, o tratamento para problemas individuais de saúde mental pode variar bastante. Da mesma forma, as terapias podem incluir uma combinação de medicamentos prescritos e várias formas de psicoterapia.

 

Resumo

Os homens trans enfrentam problemas únicos de saúde mental, e trabalhar em busca de uma solução é um processo delicado. Alguns medicamentos e terapia hormonal podem aliviar os sintomas estressantes, embora nem todo homem trans escolha essas opções.

Acima de tudo, é importante que a pessoa tenha apoio durante a transição e procure atendimento médico quando necessário.

 

3 FONTES

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6463264/
https://www.ajpmonline.org/article/S0749-3797(19)30219-3/fulltext
https://articles/mental-health-for-transgender-men

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here