Tudo que você precisa saber sobre mau hálito

0
505
Tudo que você precisa saber sobre mau hálito

O mau hálito afeta cerca de 25% das pessoas no mundo. Existem várias causas possíveis para o mau hálito, no entanto, a grande maioria das causas se resume à falta de higiene bucal.

O mau hálito também é conhecido como halitose. A halitose pode causar grande preocupação, constrangimento e ansiedade, mas é relativamente fácil de remediar ou resolver.

Este artigo discutirá as possíveis origens do mau hálito (halitose), o diagnóstico e como tratá-lo.

 

Fatos rápidos sobre mau hálito

Aqui estão alguns pontos-chave sobre o mau hálito. Mais detalhes e informações de apoio estão no artigo principal.

  • Estima-se que o mau hálito afete 1 em cada 4 pessoas em todo o mundo.
  • A causa mais comum de halitose é a má higiene oral.
  • Se partículas de comida são deixadas na boca, sua decomposição por bactérias produz compostos de enxofre.
  • Manter a boca hidratada pode reduzir o odor na boca.
  • O melhor tratamento para o mau hálito é a escovação regular dos dentes, o uso do fio dental e a hidratação.

[sc_fs_faq html=”true” headline=”h2″ img=”” question=”O que é halitose?” img_alt=”” css_class=””] A halitose é uma condição em que uma pessoa emana um odor ruim da própria boca. Isso em geral também é chamado de mau hálito.</br></br>O mau hálito é um problema comum que pode causar sofrimento psicológico significativo em quem o possui. No entanto, existem várias causas e muitos tratamentos potenciais disponíveis para solucionar o problema.</br></br>Qualquer pessoa pode sofrer de mau hálito. Estima-se que 1 em cada 4 pessoas tenha mau hálito regularmente. A halitose é o terceiro motivo mais comum para as pessoas procurarem atendimento odontológico, depois de cáries e doenças gengivais.</br></br>Remédios caseiros simples e mudanças no estilo de vida, como higiene dental adequada e parar de fumar, muitas vezes podem resolver o problema. Entretanto, se o mau hálito persistir, é aconselhável visitar um médico ou dentista para verificar as causas subjacentes. [/sc_fs_faq]

Qual é a causa do mau hálito (halitose)?

Causa do mau hálito

Algumas das possíveis causas do mau hálito são:

  • Tabagismo: os produtos de tabaco causam seus próprios tipos de odor na boca. Além disso, aumentam as chances de doenças gengivais, que também podem causar mau hálito.
  • Alimentos: a decomposição de partículas de alimentos presas nos dentes pode causar odores. Alguns alimentos como cebola e alho também podem causar mau hálito.
  • Boca seca: a saliva limpa naturalmente a boca. Por isso, a boca seca (Xerostomia) pode agravar bastante o mau hálito.
  • Falta de higiene bucal: a escovação dos dentes e o uso do fio dental garantem a remoção de pequenas partículas de alimentos que podem se acumular e se decompor lentamente, produzindo odor ruim.
  • Dietas radicais: dietas que envolvem jejum e baixo consumo de carboidratos podem causar halitose. Isso ocorre devido à quebra de gorduras que produzem substâncias químicas chamadas cetonas. Essas cetonas têm um aroma muito forte.
  • Drogas: Certos medicamentos podem reduzir a saliva e, portanto, aumentar os odores. Outros medicamentos podem produzir odores ao se decomporem e liberarem substâncias químicas na respiração.
  • Problemas na boca, nariz e garganta: às vezes, pequenas massinhas brancas (caseum) podem se formar nas amígdalas na parte de trás da garganta e produzir odor ruim. Além disso, infecções ou inflamação no nariz, garganta ou seios da face podem causar halitose.
  • Corpo estranho: o mau hálito pode ser causado se houver um corpo estranho alojado na cavidade nasal, especialmente em crianças.
  • Doenças: alguns tipos de câncer, insuficiência hepática e outras doenças metabólicas podem causar halitose, devido às misturas específicas de produtos químicos que produzem. A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) pode causar mau hálito devido ao refluxo regular dos ácidos do estômago.

Causas mais raras de mau hálito

Conforme mencionado anteriormente, o motivo mais comum para o mau hálito é a falta de higiene oral, mas outras situações também podem ser as responsáveis.

As causas mais raras de mau hálito incluem:

  • Cetoacidose: quando os níveis de insulina de uma pessoa com diabetes estão muito baixos, seus corpos não podem mais usar açúcar e passam a usar os depósitos de gordura. Quando a gordura é quebrada, as cetonas são produzidas e se acumulam. As cetonas podem ser venenosas quando encontradas em grande número e produzem um odor distinto e desagradável. A cetoacidose é uma doença grave e potencialmente fatal.
  • Obstrução intestinal: a respiração pode cheirar a fezes se tiver ocorrido um período prolongado de vômito, especialmente se houver obstrução intestinal.
  • Bronquiectasia: esta é uma condição de longo prazo em que as vias aéreas se tornam mais largas do que o normal, permitindo um acúmulo de muco que leva ao mau hálito.
  • Pneumonia por aspiração: um inchaço ou infecção nos pulmões ou vias aéreas devido à inalação de vômito, saliva, comida ou líquidos.

 

Sintomas

O odor específico do hálito pode variar dependendo da causa do problema. É melhor pedir a um amigo próximo ou parente para avaliar o odor da sua boca, pois as vezes, pode ser difícil de uma pessoa saber se tem mau hálito sozinha.

Se não houver ninguém disponível, uma forma de verificar o odor é lamber o pulso, deixá-lo secar e cheirá-lo. Um mau cheiro nesta área do pulso pode sugerir que você tem halitose.

Algumas pessoas se preocupam exageradamente com seu hálito, embora possam ter pouco ou nenhum odor na boca. Essa condição é chamada de halitofobia e pode levar a um comportamento obsessivo de limpar a boca.

 

Diagnóstico

Frequentemente, o dentista simplesmente cheira o hálito de uma pessoa com suspeita de halitose e avalia o odor em uma escala de intensidade de seis pontos. O dentista pode raspar a parte de trás da língua e cheirar a raspagem, pois essa área pode ser a fonte do mau cheiro.

Há uma variedade de detectores sofisticados que podem classificar o odor com mais precisão.

Eles incluem os seguintes:

  • Halímetro: detecta níveis baixos de enxofre.
  • Cromatografia de gás: este teste mede três compostos de enxofre voláteis, sulfeto de hidrogênio, metil mercaptano e dimetil sulfeto.
  • Teste BANA: mede os níveis de uma enzima específica produzida por bactérias causadoras de halitose.
  • Teste da beta-galactosidase: sabe-se que os níveis da enzima beta-galactosidase se correlacionam com o odor bucal.

A partir desses e outros métodos, o dentista poderá então identificar a causa provável do mau hálito.

 

Mau hálito tratamento

O melhor tratamento ou método para reduzir a halitose (mau hálito) é uma boa higiene bucal. Isso garante que as cáries sejam evitadas e reduz a probabilidade de doenças gengivais.

Além disso, recomenda-se que as pessoas visitem o dentista para um check-up e limpeza duas vezes por ano.

O dentista pode recomendar um creme dental que inclua um agente antibacteriano ou um enxaguante bucal antibacteriano.

Por outro lado, alternativamente, se houver doença gengival, pode ser necessária uma limpeza profissional para limpar o acúmulo de bactérias nas gengivas e nos dentes.

Mau hálito tratamento caseiro

Outras mudanças no estilo de vida e remédios caseiros para o mau hálito incluem:

  • Escove os dentes: escove os dentes várias vezes ao dia, de preferência após cada refeição.
  • Fio dental: o uso do fio dental reduz o acúmulo de partículas de alimentos e placa bacteriana entre os dentes. Além disso, a escovação limpa apenas cerca de 60% da superfície dos dentes.
  • Próteses limpas: tudo o que entra em sua boca, incluindo próteses, uma ponte ou um protetor bucal, deve ser limpo diariamente, conforme recomendado. A limpeza evita que as bactérias se acumulem e sejam transferidas de volta para a boca. Além disso, mudar a escova de dentes a cada 2 a 3 meses também é importante.
  • Escovar a língua: bactérias, alimentos e células mortas geralmente se acumulam na língua, especialmente em fumantes ou pessoas com boca seca. Um raspador de língua às vezes pode ser útil.
  • Evite boca seca: beba muita água. Evite o álcool e o tabagismo, pois ambos desidratam a boca. Mastigar chicletes ou chupar um doce, de preferência sem açúcar, pode ajudar a estimular a produção de saliva. Se a boca estiver cronicamente seca, o médico pode prescrever medicamentos que estimulem o fluxo de saliva.
  • Dieta: evite cebola, alho e alimentos picantes. Alimentos açucarados também estão relacionados ao mau hálito. Reduza o consumo de café e álcool.

Se o mau hálito persistir apesar do controle desses fatores, é recomendável que a pessoa visite um médico ou dentista para exames adicionais para descartar outras condições.

 

2 FONTES

https://www.nhs.uk
https://articles/166636

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here