O que é bom para azia na gravidez? 11 Dicas que funcionam

0
421
Azia na gravidez

Pois é… Você já esperava pelos tornozelos inchados, um mal estar pela manhã e até os seios bem maiores que o normal. Mas, por essa azia que não passa você não esperava não é mesmo?

Como o nome indica, a azia, também conhecida como refluxo gastroesofágico, começa atrás do esterno e sobe pelo esôfago, que o tubo que liga a garganta ao estômago.

Além de sentir uma sensação de queimação que a azia proporciona, que pode durar de alguns minutos a várias horas, você também pode sentir:

  • inchaço
  • muita vontade de arrotar
  • sentir um gosto amargo na boca
  • ter dor de garganta
  • tossir frequentemente

A azia pode começar a qualquer momento da gestação, mas é mais comum durante o segundo e o terceiro trimestre. Os especialistas não sabem exatamente o que a causa, pelo menos uma causa que seja unanimidade entre as mulheres.

 

O que provoca a azia na gravidez?

Embora os alimentos que você comeu no jantar provavelmente possam não ter ajudado (a comida apimentada pode piorar a azia), a sensação de queimação que você sente tem mais a ver com hormônios do que com os alimentos. Dentre os fatores que podem provocar a azia na gravidez, pode-se destacar:

Hormônios

A progesterona, também conhecida como hormônio da gravidez, porque nutre o útero e o bebê, é a principal culpada por trás da azia na gravidez.

A progesterona atua como um relaxante muscular. Entretanto, no caso da azia, o hormônio pode afrouxar um músculo chamado válvula esofágica inferior, que é responsável por garantir que os alimentos não retornem esôfago acima.

No entanto, quando você come ou bebe, o músculo normalmente se abre para deixar o conteúdo entrar no estômago. Mas, os níveis crescentes de progesterona que ocorrem durante a gravidez podem causar uma afrouxamento muscular, permitindo que o ácido do estômago volte pelo esôfago e suba até a garganta.

Crescimento do bebê

À medida que o seu útero se expande para dar espaço para o bebê, ele comprime alguns de seus outros órgãos. E como um tubo de pasta de dente sendo espremido, seu útero em crescimento exerce pressão sobre o estômago, aumentando a probabilidade de os ácidos do estômago vazarem, especialmente se o estômago estiver cheio.

Quanto mais o seu útero cresce, maior a probabilidade de o seu estômago ficar apertado. Isso pode ajudar a explicar por que a azia é mais comum à medida a gravidez avança.

Digestão lenta

Graças à progesterona, os alimentos permanecem por mais tempo do que o normal no estômago. E a medida que a digestão fica mais lenta, o estômago permanece mais tempo cheio, aumentando as chances de azia.

 

O que é bom para azia na gravidez?

A azia pode ser muito desconfortável, mas agora vamos te dar 11 dicas que funcionam para combatê-la:

1. Preste atenção no que você come

Não é de surpreender que alimentos ácidos e picantes criem mais ácido estomacal do que alimentos leves. Portanto, evite frutas cítricas, tomates, cebolas, alho, cafeína, chocolate, refrigerantes e outros alimentos ácidos. Evite também alimentos fritos ou gordurosos, pois eles acabam deixando a digestão mais lenta.

2. Faça mais refeições pequenas ao invés de poucas grandes

A ideia é fazer mais refeições ao dia e nelas consumir uma menor quantidade de alimentos, por exemplo, ao invés de fazer 3 refeições e comer bastante. Faça 5 refeições, café da manhã, almoço, jantar, mais 2 lanches leves ao longo dia. Isso ajuda a evitar a sobrecarga do seu estômago e permite que ele esvazie mais rapidamente.

3. Sente-se da maneira correta para comer

A gravidade ajudará sua comida a ficar parada, então não se alimente no carro, na rua, andando ou deitada. Sente-se e coma calmamente.

4. Não coma nas três horas antes de ir para a cama

Dar ao corpo um tempo necessário para a digestão é essencial, e isso ajudará a controlar a azia.

5. Não fume

Existem muitas razões pelas quais você não deve fumar durante a gravidez, e a azia é apenas uma delas. Produtos químicos nos cigarros fazem com que a válvula que mantém o conteúdo dentro do estômago relaxe. Da mesma forma, isso permite que ácidos e alimentos não digeridos voltem e provoquem azia.

6. Durma com a cabeça um pouco elevada

A maneira mais fácil de conseguir isso é colocando travesseiros embaixo dos ombros, levantando a cabeceira da cama com blocos colocados embaixo da cama ou comprando um travesseiro especial para colocar entre o colchão e a cama. Essa é uma maneira de fazer com que a gravidade trabalhe a seu favor.

7. Use roupas largas

Afaste-se das roupas muito apertadas e de qualquer outra peça de vestuário que crie pressão ao redor de sua barriga. Use calças elásticas e roupas o mais confortáveis possível.

8. Consuma líquidos sempre após as refeições e não junto com elas

Beba líquidos junto com a comida e você poderá criar um ambiente estomacal horrível e pronto para te dar aquela azia.

9. Experimente fazer acupuntura

Em um estudo de 2015, com mulheres grávidas que fizeram acupuntura comparadas com outras que não fizeram, as primeiras relataram melhora na capacidade de dormir e diminuição da azia.

10. Não consuma bebidas alcoólicas

Além do fato de que a exposição ao álcool pode causar todos os tipos de problemas para o seu bebê em desenvolvimento. Todos mesmo, desde baixo peso ao nascer até dificuldades de aprendizagem, o álcool também pode relaxar a válvula que mantém os alimentos no estômago.

11. Converse com seu médico sobre medicamentos para azia

Isso inclui os de venda livre, pois alguns são seguros para serem tomados durante a gravidez.

Os antiácidos ajudam a neutralizar o ácido no estômago e acalmar a sensação de queimação. A Faculdade de Medicina e Saúde Pública da Universidade de Wisconsin nos Estados Unidos, diz que alguns dos antiácidos de venda livre são seguros para gravidas.

E se você não conseguir acalmar a sua azia com essas mudanças no seu estilo de vida, seu médico pode sugerir medicamentos para azia, que geralmente são considerados seguros durante a gravidez.

Embora esses medicamentos estejam disponíveis sem receita médica nas farmácias, você poderá conversar com o seu médico e pedir uma prescrição de algo mais forte para azia que seja seguro para o seu bebê.

 

Cuidado com antiácidos na gravidez

Quando você está grávida, tem que pensar na segurança de tudo o que coloca no corpo. E alguns medicamentos para azia vendidos em farmácias, podem não ser tão inofensivos assim, pois eles podem incluir:

  • Antiácidos contendo bicarbonato de sódio, que podem aumentar o seu inchaço.
  • Alguns antiácidos podem conter aspirina, que pode ser tóxica para o seu bebê. O uso de aspirina durante a gravidez tem sido associado a abortos, defeitos cardíacos e sangramento no cérebro em prematuros. (Em alguns casos, seu médico pode fazer uso de aspirina como tratamento ou preventivo para outras complicações da gravidez, como pré-eclâmpsia).
  • Antiácidos contendo trissilicato de magnésio, não são comprovadamente seguros para uso na gravidez.

 

Conclusão

Embora a azia na gravidez seja comum e muito desconfortável, ela deve diminuir quando você der à luz e os níveis hormonais voltarem ao normal.

Você pode não conseguir acabar com a azia, especialmente se estiver propensa a ela, mesmo quando não estiver grávida, mas você pode ajudar a diminuir as sua ocorrências com algumas mudanças simples no seu estilo de vida, como comer pequenas refeições, evitar alimentos picantes ou gordurosos e dormir com a cabeça e os ombros elevados.

Em conclusão, se essas medidas não trouxerem alívio suficiente, converse com seu médico sobre medicamentos seguros para uso durante a gravidez.

Qual a relação entre o leite e o refluxo gastroesofágico? Clique aqui e saiba mais!

 

4 FONTES

Azia na gravidez.
Gravidez e azia.
Indigestão e azia na gravidez.
Dicas para gerenciar sintomas comuns da gravidez até o trimestre.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here