Home Problemas de Saúde Sequestro da amígdala: tudo que você precisa saber!

Sequestro da amígdala: tudo que você precisa saber!

0
280
Amigdala Cerebral

A amígdala cerebral pode ativar a reação de luta ou fuga quando você está enfrentado uma ameaça real ou algum tipo de perigo. Já o termo sequestro da amígdala, descreve uma reação talvez desnecessária dessa resposta e as ações que se seguem depois.

 

O que é amígdala cerebral?

A amígdala cerebral é uma estrutura em forma de amêndoa que fica dentro do cérebro. Ela está ligada ao processamento das emoções.

Este artigo falará sobre o sequestro de amígdala, suas causas e os sinais e sintomas associados a ele.

 

O que é sequestro de amígdala?

O sequestro da amígdala refere-se a situações em que a amígdala sequestra o controle da capacidade de uma pessoa de responder de forma racional a uma ameaça. Isso, então, leva a pessoa a reagir de forma intensa e emocional, o que pode ser desproporcional à situação em questão.

Quando o sequestro da amígdala acontece uma pessoa fica sem a capacidade de usar os seus lobos frontais, e em uma situação assim a pessoa é incapaz de pensar com clareza. Portanto, ela não está mais no controle de suas ações.

Daniel Goleman
Daniel Goleman

 

Cabe lembrar que foi o psicólogo, escritor e jornalista cientifico Daniel Goleman quem usou pela primeira vez o termo “sequestro de amígdala” em seu livro de 1995, INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente.

Clique aqui e descubra: 15 Passos para melhorar sua saúde mental agora!

 

Lutar ou fugir como uma resposta a uma ameaça

Os primeiros seres humanos desenvolveram um resposta de luta ou fuga para lidar com as ameaças e os perigos existentes. Esta é uma resposta automática ao perigo e permite que as pessoas reajam rapidamente, sem a necessidade de pensar.

A amígdala é a parte do cérebro responsável por essa reação. Quando uma pessoa se sente estressada ou com medo, a amígdala libera hormônios do estresse que preparam o corpo para lutar contra a ameaça ou fugir do perigo.

As emoções comuns que desencadeiam essa resposta incluem medo, raiva, ansiedade e agressão.

 

Uma reação racional a uma ameaça

O cérebro humano tem dois lobos frontais, ambos situados na parte frontal do cérebro. O raciocínio acontece nos lobos frontais. Especificamente, são nos lobos frontais onde acontecem os processos que fazem que uma pessoa racionalize as situações e toma as suas decisões.

Embora a amígdala cerebral funcione automaticamente, os lobos frontais permitem que as pessoas processem e pensem sobre as suas emoções.

Quando uma pessoa sente uma ameaça, a amígdala pode ativar automaticamente a resposta de lutar ou fugir. No entanto, os lobos frontais processam as informações para determinar se a ameaça é real e qual seria a reação mais lógica.

 

Causas do sequestro da amígdala

A amígdala desencadeia a liberação de hormônios como parte da reação de luta ou fuga a uma ameaça.

Na maioria dos casos, se a ameaça não estiver associada a um perigo grave, a pessoa será capaz de racionalizá-la e reagir de maneira apropriada aquela situação.

Em outras palavras, se alguém está sob uma ameaça e ela não for séria, os lobos frontais tendem a assumir o controle e a maioria das pessoas responderá com uma reação mais lógica e racional.

Entretanto, se a amígdala assumir o controle em tais casos, uma reação de luta ou fuga assume o controle de uma pessoa. E é neste momento que acontece o sequestro de amígdala. Nesses casos, a pessoa fica incapaz de chegar à sua própria conclusão racional sobre como reagir naquela determinada situação e provavelmente tomará atitudes que irá se arrepender depois.

 

Sinais e sintomas

A amígdala faz com que as glândulas suprarrenais liberem os hormônios adrenalina e cortisol no sangue.

A adrenalina faz com que as passagens de ar no corpo se dilatem. Isso permite que o corpo forneça mais oxigênio do que o normal aos músculos.

Além disso, a adrenalina fará com que os vasos sanguíneos se contraiam e as pupilas se dilatem, melhorando assim a visão da pessoa.

O corpo também aumentará seus níveis de açúcar no sangue para aumentar os níveis de energia de uma pessoa.

Todas essas reações ocorrem para permitir que uma pessoa lute contra o perigo com mais eficácia ou fuja dele, caso seja necessário.

Se uma pessoa está em perigo genuíno, tudo o que foi descrito acima é apropriado para sua situação. É quando a resposta de luta ou fuga é eficaz.

Por outro lado, se a ameaça ou o perigo não for real e o corpo de uma pessoa ainda reagir usando todos os recursos descritos acima, a pessoa pode estar sofrendo com o sequestro da sua amígdala.

Alguns outros sinais e sintomas do sequestro da amígdala incluem:

  • batimento cardíaco acelerado
  • mãos suadas
  • arrepios pelo corpo

Durante o sequestro da amígdala, uma pessoa pode reagir de forma desproporcional à situação, o que poderá se arrepender mais tarde.

Isso pode incluir reações como:

  • agressividade
  • argumentação violenta
  • atitude violenta

 

Como prevenir o sequestro da amígdala

Se a pessoa sentir que os sintomas do sequestro da amígdala estão começando a aparecer, é importante que ela tente ativar seus lobos frontais.

Por exemplo, se a pessoa se sente estressada de forma desproporcional e suas mãos começam a suar ou seus batimentos cardíacos se alteram, ela deve fazer uma pausa e se afastar da situação que desencadeou essa resposta.

Se a pessoa fizer essa pausa e se acalmar, ela poderá então pensar racionalmente sobre a situação e decidir sobre uma resposta mais adequada aquela situação.

Além disso, a velha técnica do respire fundo e conte até dez também é uma manobra muito indicada.

 

Quando procurar um médico

Se uma pessoa sofre de estresse ou ansiedade, isso pode afetar sua capacidade de responder racionalmente a situações estressantes.

Se uma pessoa fica estressada ou ansiosa regularmente, deve procurar ajuda médica.

Os sintomas de estresse e ansiedade incluem:

  • preocupação excessiva
  • sensação de mal-estar
  • musculatura tensa
  • dores de cabeça
  • dores no corpo
  • pressão alta
  • dificuldade para dormir

O estresse é uma resposta a um problema externo e geralmente desaparece rapidamente. Em outras palavras, assim que a situação estressante for resolvida, a sensação de estresse também deve desaparecer.

No entanto, a ansiedade é uma resposta ao estresse. Uma pessoa com ansiedade pode sentir regularmente apreensão ou medo que não vão embora. Esses sentimentos podem interferir em sua vida diária.

Além disso, para algumas pessoas a ansiedade pode surgir mesmo sem a presença de uma situação estressante.

Muitas vezes, um médico pode ajudar uma pessoa a lidar com sua ansiedade, sugerindo terapia cognitivo-comportamental , técnicas de relaxamento e controle do estresse com uso de medicamentos.

 

Resumo: sequestro da amígdala

A amígdala cerebral desencadeia a resposta de luta ou fuga de uma pessoa. Isso leva à liberação de hormônios que preparam o corpo para lutar contra a fonte de perigo ou fugir dela.

O sequestro da amígdala ocorre quando a amígdala ativa a resposta lutar ou fugir quando não há ameaça séria naquele momento. Durante o sequestro da amígdala, a pessoa pode não ser capaz de desenvolver uma resposta racional.

Os sinais e sintomas de sequestro de amígdala incluem batimento cardíaco acelerado, mãos suadas e incapacidade de pensar com clareza.

Um pessoa pode tentar prevenir o sequestro da amígdala tornando-se mais consciente de como reage ao seu próprio estresse. Acima de tudo, ao perceber os sinais e sintomas do estresse, a pessoa pode recuar e se acalmar antes que ocorra o sequestro da sua amígdala.

 

5 FONTES

https://pt.wikipedia.org/wiki
https://www.ncbi.nlm.nih.gov
https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
https://www.nimh.nih.gov
https://articles/hijack

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here