Tabela de crescimento do bebê até 1 ano

0
653
crescimento do bebê

A maioria dos recém-nascidos segue um nível previsível de crescimento durante o primeiro ano de vida e os pais podem acompanhar essa evolução através da tabela de crescimento do bebê.

O tamanho do bebê recém-nascido gira em torno de 49 a 50 cm (centímetros). No entanto, se o bebê medir entre 47 a 53 cm também é normal. Os bebês do sexo masculino são um pouco maiores do que as bebês do sexo feminino. Através da tabela de crescimento do bebê é possível acompanhar a evolução da criança em casa, e também no consultório onde o médico irá fazer a medição da criança.

Neste artigo, examinamos o tamanho médio do bebê, mês a mês, durante o primeiro ano de vida. Também discutimos porque alguns bebês são maiores e outros menores e em quais circunstancias é recomendado procurar um médico.

Tabela de crescimento do bebê até 1 ano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publica gráficos padrão de crescimento infantil com base no crescimento padrão de crianças em seis países, incluindo os Estados Unidos, em ambientes ideais de crescimento.

De acordo com os gráficos da tabela de crescimento do bebê da OMS, os tamanhos médios para bebês do sexo masculino e feminino são os seguintes:

IdadeMeninosMeninasNascimento50 cm49 cm1 mês55 cm54 cm2 meses58,5 cm57 cm3 meses61,2 cm60 cm4 meses64 cm62 cm5 meses66 cm64 cm6 meses68 cm66 cm7 meses69 cm67 cm8 meses71 cm69 cm9 meses72 cm70 cm10 meses73 cm71,5 cm11 meses74,3 cm73 cm12 meses76 cm74 cm

 

Tamanho médio de um bebê

É importante lembrar que esses números são apenas médias; e os pais não se devem ficar demasiadamente focados na tabela de crescimento do bebê, pois, as crianças podem ser saudáveis ​​dentro uma grande variedade de alturas. Não importa há quanto tempo um bebê tenha nascido, é provável que ele tenha taxas semelhantes a outros bebês, mas isso não é uma regra.

Isso significa que, se um bebê nascer maior que a média, é provável que permaneça maior que outros bebês durante o primeiro ou os dois primeiros anos de vida.

De acordo com a tabela de crescimento do bebê o tamanho médio da criança no primeiro ano de vida é quase sempre baseado no comprimento dele ao nascer, a menos que o bebê tenha problemas significativos como por exemplo, baixo ganho de peso que dificulte o seu crescimento.

Diferentemente do peso, que é mensurado através da balança, o tamanho de um bebê pode variar de acordo com quem está medindo e quanto o bebê está se movendo no momento da medição.

Às vezes, parece que há uma mudança inesperada no comprimento de um bebê de uma consulta para outra, e isso pode ser devido a diferenças na medição.

Tabela de crescimento do bebê e o peso

Apenas acompanhar a altura da criança através da tabela de crescimento do bebê não é o suficiente, pois, o tamanho de um bebê não revela se ele é saudável ou não. O peso também é um fator importante, principalmente porque muitos recém-nascidos perdem peso após o nascimento. Os médicos também analisam fatores como a idade gestacional e quanto e quão bem um bebê está comendo.

A maioria dos bebês saudáveis ​​segue a média da tabela de crescimento do bebê durante o primeiro ano de vida. Depois disso, as taxas de crescimento variam entre os bebês, e o tamanho do bebê geralmente não é um bom preditor de sua altura quando adulto.

 

Como entender a curva de crescimento do bebê

Os bebês que são menores ou maiores que a média em peso e ou tamanho têm maior probabilidade de sofrer complicações de saúde.

No entanto, há uma grande variação de pesos e tamanhos saudáveis ​​ao nascer que vão muito além da tabela de crescimento do bebê, portanto, os pais não precisam se preocupar. Pois, o médico avaliará o quanto eles precisam monitorar o crescimento do bebê ao longo do tempo.

A tabela de crescimento do bebê mostra que os tamanhos são bastante previsíveis entre os bebês no primeiro ano de vida. Entretanto, os médicos estão mais interessados ​​no padrão de crescimento do bebê do que na altura.

Tabela de crescimento do bebê: fatores que afetam o crescimento de uma criança

Inúmeros fatores afetam a altura de uma criança. A genética desempenha um papel importante e é provável que as crianças tenham uma altura semelhante a de seus pais.

No entanto, isso pode não ser tão óbvio, pois um bebê que será um adulto alto, pode ser um bebê pequeno ao nascer e no primeiro ano de vida.

De acordo com a tabela de crescimento do bebê, outros fatores podem afetar o tamanho da crianças tanto nos primeiros anos de vida como na adolescência, dentre eles estão:

  • Nutrição: o consumo de alimentos saudáveis dá ​​suporte ao crescimento saudável da criança.
  • Hormônios: algumas crianças com desequilíbrios hormonais crescem lenta ou mais rapidamente do que outras.
  • Saúde: algumas crianças com certas condições genéticas, como a síndrome de Down, podem ser menores que outras. Outras condições de saúde, como a artrite juvenil, também podem afetar o crescimento.
  • Medicação: alguns medicamentos, como os esteroides, incluindo a prednisona, podem atrofiar o crescimento.

É importante lembrar que os pais geralmente não vêem o efeito desses problemas na altura da criança no primeiro ano de vida, por isso, estar atentos a tabela de crescimento do bebê e fazer as visitas ao médico regularmente é muito importante.

Quando consultar um médico

Durante o primeiro ano de vida, mesmo estando atentos a tabela de crescimento do bebê, os pais devem levar as crianças ao pediatra pelo menos sete vezes para monitorar o crescimento e a saúde geral.

As recomendações dos médicos podem variar um pouco. Em geral, um pediatra vai querer ver um bebê:

  • 3 a 5 dias após o nascimento
  • 7 a 14 dias após o nascimento, ou no final do primeiro mês de vida
  • 2 meses
  • 4 meses
  • 6 meses
  • 9 meses
  • e aos 12 meses

Um médico pode recomendar visitas mais frequentes para um bebê que perde muito peso após o nascimento ou que tem um padrão de crescimento incomum.

 

Alimentação recém-nascido quantidade

A quantidade de comida que um recém-nascido come afeta muito mais o peso do que a altura nas fases iniciais da vida. Por isso, além de observar a tabela de crescimento do bebê é preciso que os pais estejam atentos ao peso da criança.

Um fator curiosos é que, o baixo ganho de peso precisa estar presente por muito tempo nos bebês antes de afetar a sua altura. A falta de crescimento na altura do bebê por si só no primeiro ano de vida é muito incomum e provavelmente seria devido a uma síndrome genética ou outra condição incomum.

Nas primeiras semanas de vida da criança, mesmo os pais estando atentos a tabela de crescimento do bebê e outras ferramentas; pode ser difícil saber quanto alimentar um recém-nascido. A maioria dos recém-nascidos amamentados come a cada 1 ou 3 horas, mas os bebês alimentados com fórmula podem comer com menos frequência do que isso.

Quando um bebê que se alimenta de leite artificial estiver com 1 mês, provavelmente já estará consumindo entre 90 ml e 120 ml por refeição (mamada), o volume costuma aumentar em média 30 ml por semana.

Pode ser difícil dizer quanto leite um bebê amamentado consome. As pessoas podem alimentar o bebê sob demanda, seguindo as orientações de alimentação do bebê fornecidas pelo pediatra.

Alguns sinais que indicam que um bebê está com fome são:

  • abrindo a boca e virando a cabeça para o lado
  • batendo seus lábios
  • lambendo os lábios
  • tentando chupar coisas
  • tentando colocar as mãos ou os dedos na boca
  • choro

Os recém-nascidos geralmente precisam comer várias vezes por noite para sustentar um crescimento saudável.

Ao longo do tempo ao observar a tabela de crescimento do bebê e outros fatores, se os pais notarem que o bebê não esta ganhando peso consumindo leite materno, o pediatra poderá ajudar. Às vezes, o problema é que a mãe não produz leite suficiente; ou o bebê tenha problemas para sugar de forma eficiente.
Clique aqui e saiba mais sobre saúde do bebê.

Resumo

Embora a tabela de crescimento do bebê seja muito útil, os bebês são únicos e não existe altura certa. Enquanto um bebê cresce normalmente e não cai repentinamente abaixo do percentil de crescimento anterior, ele em geral está saudável.

Mas lembre-se, quando se trata de bebês o pediatra é a pessoa mais indicada para responder de forma correta e efetiva as perguntas relacionadas a altura, crescimento, nutrição e muito outros.

 

2 FONTES

Padrões de crescimento na primeira infância e estatura atingida final.
Guia de alimentação para o primeiro ano do bebê.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here